PARTIDO DEMOCRATICO EUROPEU APRENSENTA MANIFESTO ELEITORAL EM LISBOA

EFEMÉRIDES: 16 DE MAIO – DIA INTERNACIONAL DAS HISTÓRIAS DE VIDA
16 Maio, 2019
EFEMÉRIDES: 17 DE MAIO – DONNA SUMMER MORREU HÁ 7 ANOS
17 Maio, 2019

PARTIDO DEMOCRATICO EUROPEU APRENSENTA MANIFESTO ELEITORAL EM LISBOA

Marinho e Pinto discursa na sessão de abertura da apresentação do manifesto eleitoral europeu do PDR em Lisboa. Foto: Paulo António Monteiro

Gérard Deprez Vice- Presidente PDE apresenta manifesto eleitoral do Partido Democrático Europeu, em Lisboa (Foto: Paulo António Monteiro)

O PDE – Partido Democrático Europeu, agregador da família politica em que se insere o PDR – Partido Democrático Republicano, escolheu o auditório do Hotel Vip Executive Entrecampos, em Lisboa, para apresentar, em Portugal, o manifesto eleitoral europeu para as eleições a realizar no próximo dia 26 Maio.

Alem de Cristina Barradas, a única candidata odivelense ao Parlamento Europeu, o evento internacional contou com a presença de Marinho e Pinto, presidente do PDR e vice-presidente do PDE, Gérard Deprez, vice –presidente do PDE, membro da comissão de orçamentos Parlamento Europeu e delegado geral do Movimento Reformador Bélgica, Mikel Burzako  do Partido Nacional Basco, Juan Carlos Pinheiro secretário geral do Compromisso por Galiza.

Em representação do PDR, discursaram os portugueses; Armando Maia, Susana Naia, Oliveira e Sousa, Albenina Monteiro, Henrique Prior, Filipe Rebelo (Madeira) e Joaquim Henriques.

Marinho e Pinto, abriu a sessão, deu as boas vindas a todos os presentes e salientou a refundação e o renascimento europeu como ideia principal do manifesto, em linha com o que considera ter sido o momento chave da história da construção da identidade europeia, o Renascimento.

Mencionou ainda a necessidade do retorno aos valores fundacionais da época renascentista; o helenismo, o direito romano e principalmente ao humanismo que com a ideia de respeito pela pessoa humana, gerou o primeiro catálogo de direitos humanos cujos princípios deram origem à Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão e se mantém atuais até hoje.

Segundo Marinho e Pinto, este radical de dignidade humana catapultou a Europa para o lugar que hoje ocupa, uma Europa das pessoas e dos povos, baseada numa ordem jurídica constituída com o renascimento.

Gérard Deprez, vice-presidente do PDE, salientou o projeto europeu como único na história mundial.  Apesar, das diferencias linguísticas e religiosas do continente, a sua diversidade cultural constitui uma riqueza ímpar no mundo. No plano económico, mesmo com crises, a União Europeia ocupa o terceiro lugar no mundo e representa cerca 23% do produto interno bruto do planeta. A Europa, é a primeira potência exportadora de bens agrícolas à frente da China e dos EUA.

O vice-presidente do PDE, alertou para a necessidade de os europeus não se deixarem atemorizar pelo medo ou populismo. Acentuou a urgência de enfrentar situação climática e a necessária adaptação, de todos os setores da economia, à transição do carbono para fontes de energia limpas. Apontou a meta europeia de atingir níveis emissão zero de carbono até ao ano 2050, insistiu na necessidade de mobilizar os cidadão europeus para participação cívica, apontou também prioridade de reforçar a coesão regional e social e a necessidade urgente da criação um salário mínimo europeu.

Os comentários estão fechados.