PAN DENUNCIA ALEGADOS MAUS TRATOS A ANIMAIS EM S. JOÃO DA TALHA

ACONTECEU A 12 DE JULHO DO ANO …
13 Julho, 2020
PABLO NERUDA NASCEU HÁ 116 ANOS, NO DIA 12 DE JULHO DE 1904
13 Julho, 2020

PAN DENUNCIA ALEGADOS MAUS TRATOS A ANIMAIS EM S. JOÃO DA TALHA

PAN Loures denuncia situação de alegados maus tratos a animais em São João da Talha

Loures 13 Julho 2020 -O Grupo Municipal do PAN de Loures questiona o executivo sobre os canídeos de Praceta em São João da Talha, e apela a uma intervenção imediata no local no seguimento de mais um relato sobre uma dúzia de canídeos que mostrariam sinais de desnutrição e feridas.

“Desde que temos representação na Assembleia Municipal de Loures que temos vindo a alertar, em diversas ocasiões, da situação que acontece neste local relativamente ao tratamento a animais que ali se encontram”, afirma Bruno Oliveira, deputado Municipal do PAN em Loures.

O PAN de Loures assegura que estes alertas foram feitos de maneira formal e informal tanto à Câmara Municipal como à União de Freguesias de Bobadela, São João da Talha e Santa Iria da Azóia. Para além destas denúncias o PAN de Loures visitou o local em várias ocasiões, de forma particular mas também junto do Sr. Presidente da União de Freguesias. Denúncias que conduziram ao resgate por parte do Centro de Recolha Oficial de Animais de Loures (CROAL) em 2019, de 5 animais na zona envolvente que se encontravam na via pública e à esterilização de vários canídeos.

“Dada a gravidade dos factos recentemente relatados por mais um munícipe sobre canídeos com sinais de desnutrição e feridas na zona, e existindo fortes suspeitas que está em causa a saúde e o bem-estar dos animais, foi feito mais um apelo à Autarquia e solicitada uma intervenção urgente no sentido que sejam tomadas as medidas necessárias em caso de verificação desta situação.” defende Bruno Oliveira.

A formação política assegura também que são muitas as denúncias recebidas por parte de munícipes e encaminhadas à autarquia, ao longo destes anos sobre a perpetuação de alegadas situações de severos maus tratos animais no local. Mas infelizmente a situação continua a ser extremamente preocupante assim como “é preocupante a falta de ação continuada por parte da autarquia, com o consequente sofrimento dos animais que ali são mantidos, e que envolve denúncias muito graves de alegados maus tratos animais e negligências”.

Neste sentido o PAN questionou a autarquia através de um requerimento formal, sobre as medidas de seguimento implementadas no local para evitar a reincidência futura destes alegados atos de maus tratos e enfrentar uma situação “que se vem arrastando há anos.”

Segundo afirma o PAN, a Autarquia “é responsável de definir, validar e aplicar as respostas necessárias como esterilizações, inspeções, intervenções e campanhas de sensibilização, para em definitivo, aplicar a legislação existente priorizando o bem-estar dos animais.”

Os comentários estão fechados.