OS CALEMA CONQUISTAM LISBOA COM CONCERTO HISTÓRICO NO COLISEU

EFEMÉRIDES: 15 DE ABRIL – BEATRIZ COSTA MORREU HÁ 22 ANOS
15 Abril, 2018
EFEMÉRIDES: 16 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA VOZ
16 Abril, 2018

OS CALEMA CONQUISTAM LISBOA COM CONCERTO HISTÓRICO NO COLISEU

Os Calema no Coliseu 13 de Abril 2018

Na noite sexta feira, 13 de Abril de 2018, quando o duo de S. Tomé e Príncipe entrou em palco foi recebido por uma plateia em delírio num Coliseu do Recreios completamente lotad

Os irmãos Mendes Ferreira, António e Fradique cantaram e encantaram com a sua simpatia e não dececionaram os seus fãs que sabiam de cor todas as suas musicas. Os Calema, proporcionaram uma noite memorável que, certamente, ficará na historia do panorama musical da capital portuguesa e dos grandes concertos do Coliseu.

 

O entusiasmo na abertura do concerto:

 

As fãs desde o inicio vieram do Montijo,  Barreiro e Setúbal

Os ex-pescadores de S. João dos Angolares fizeram questão de lembrar as suas origens e agradecer aos seus fãs o estrelato internacional alcançado. Assumiram que à partida teriam apenas um por cento de probabilidades de realizar o seu sonho e atingir o sucesso que souberam conquistar. “Fazemos musica para o mundo” e “cada conquista tem um abraço”, afirmaram a um publico já rendido ao seu charme tendo obtido um forte aplauso. Talvez estas frases resumam o segredo do seu sucesso.

 

Fãs de S. Tome e Principe entrevistados por Celso Soares:

 

Com os irmãos subiram ao palco, Jorge Palma, João Pedro Pais, os Anjos,  o saxofonista Ottis de Moçambique,  a cantora Kataleya do Brasil e um grupo de dança de jovens bailarinos Santomenses numa celebração do álbum de originais “A Nossa Vez”.

Tanto os Calema, como a toda a sua equipa de produção, estão de parabéns pelo grandioso espetáculo carregado de simbologia que ofereceram ao público…

Os jovens transmitiram toda a sua história de carreira artística, lembraram as dificuldades que atravessaram em São Tomé e Príncipe para atingirem o objetivo – o seu sonho de cantar. Lágrimas de emoção caíram em alguns momentos. Numa total cumplicidade com o público partilharam as energias do País Tropical que aqueceu a noite fria num ambiente muito agradável para recordar … a primeira da “nossa vez”!

Os comentários estão fechados.