OPINIÃO CRUZEIRO: QUATRO QUADRAS SOLTAS

“PAIS INFORMA”, EM LOURES: “MOTIVAR OS FILHOS PARA O ESTUDO”
26 Fevereiro, 2019
EFEMÉRIDES: 27 DE FEVEREIRO – DATA DA CONQUISTA DE GOA.
27 Fevereiro, 2019

OPINIÃO CRUZEIRO: QUATRO QUADRAS SOLTAS

Quatro quadras soltas

Trata-se de um titulo de uma bela música do nosso cancioneiro. Letra de Sérgio Godinho, com várias participações de outros músicos nacionais. Posso confidenciar que a minha versão favorita é a com os Gaiteiros de Lisboa.

Mas hoje, trago, quatro temas, podiam ser mais, que preocupam a população de Odivelas.

Mosteiro

Sabe-se, mas de uma forma pouco publicitada da tal consulta pública para definir o futuro do deste espaço.

Sempre foi esta a posição do BE. Consulta pública, para ser a população a decidir.

Se formos comparar a publicidade, ou melhor a auto campanha, feita pelo executivo ao seu trabalho noutros campos, reparamos, que para este tema e com tão poucos dias de antecedência, ainda nada foi publicado. ( à data que escrevo, depois, não conta…)

Será a 9 de Março, com um prazo até dia 31, do mesmo mês,de entrega por parte dos munícipes das suas ideias e sugestões.

Depois disto, o que sabemos?! NADA!!! Um autêntico vazio de informação, possivelmente, será para assim ser.

Vai haver votação? Como vão ser escolhidos? Vão ser posteriormente discutidos?

Para já, o que sabemos é que a Câmara fez um aluguer de longa duração de paredes e obras por fazer.

Pergunto-me, porque essa informação não foi passada, se houve um inventário, na altura da assinatura do auto de cedência…

O Mosteiro vai ter uma nova vida, mas será que vai ser para as e os habitantes de Odivelas usufruirem dele?

Metro

Com este assunto e graças ao “ruído” que foi levantado, por um grande número de utentes da linha amarela deste transporte público, a máquina enganadora de informação meteu-se a funcionar. Ruído,que não é novo…

Mais um excelente evento mediático, para de novo assegurar e garantir da possibilidade e da não inibição da entrada direta das composições vindas de Odivelas na tal linha circular.

Ou seja, nada garante, o acesso direto ao centro de Lisboa pela linha Amarela e o tempo, vai mostrar isso mesmo.

Colocar comboios da linha amarela na linha circular e ao mesmo tempo, reduzir o intervalo entre composições na linha verde… Façamos este exercicio:

Se na linha circular o intervalo vier a ser de 3m, sempre que entrar na “nova linha” um comboio oriundo de Odivelas a composição que vem de Alvalade tem que parar 3m para voltar a cumprir o intervalo de segurança para o “comboio amarelo” que entrou no seu circuito.

Bem gastos, estes milhões todos, era em colocar o metro a circular.

Era na expansão da Linha Amarela…isto sim…

Cidade Europeia do Desporto

Sem dúvida, que continuamos a assistir a muitos eventos e todos eles, ligados a esta vitória.

O restante, até 2020, vamos ter tempo de averiguar da veracidade e capacidade de concretização de tanta promessa…Até parece que já estou a ver os outdoors…

Aqui vai nascer…Vamos construir…Bem perto de 2021, em plena pré-pré-pré campanha…

Mas tenho que ser sincero, sabe bem fazer desporto pelas ruas de Odivelas, concelho, que a Cidade Europeia, apenas está restrita, quase na sua totalidade a Odivelas Freguesia.

Habitação

É assustador, no mínimo, conseguir uma habitação em condições em Odivelas.

Se não for pelo preço pedido, serão as condições em que elas estão.

Sendo este, um direito consagrado na nossa constituição, parece-me que ainda não chegou pelo nosso concelho para todos…

Basta ver a inércia durante tantos anos para a situação do Barrucho, que vai ser um excelente postal de entrada para quem vier para a Cidade Europeia do Desporto…

Mais uma vez, com tantos edificios devolutos, porque não os recuperar e colocar num mercado de arrendamento a preços controlados?

Com os valores, hoje praticados, acredito que muitas e muitos jovens, não se conseguem fixar no concelho.

Para a despedida, um dos refrões, da música que deu titulo a esta crónica

Ó i ó ai, Nós queremos é justiça
Ó i ó ai, E dinheiro para o bife
Ó i ó ai, E não esta cóboiada
Em que é tudo do xerife

Rui Santos

 

 

 

Os comentários estão fechados.