OPINIÃO/CRUZEIRO: NAVEGAR, NAVEGAR

CASAL DE CAMBRA: CONCURSO DE DANÇA ESTE SÁBADO
3 Abril, 2019
AMANHÃ, “ODIVELAS COM SAÚDE” À VOLTA DO CANCRO DA MAMA
3 Abril, 2019

OPINIÃO/CRUZEIRO: NAVEGAR, NAVEGAR

Navegar,navegar

Entrou recentemente em vigor a nova forma de viajar pela Área Metropolitana de Lisboa.

Pelo menos para alguns.

Sem dúvida, uma grande medida, que vai beneficiar e muito, os utilizadores de transporte públicos.

Espera-se, uma grande adesão a esta medida.

Espera-se, ainda, que muitas e muitos optem agora, pelo transporte coletivo em detrimento do transporte privado, vulgo carro…

Haja agora, vontade dos operadores, em apoiarem esta medida, melhorando as condições humanas e materiais, para que cada vez mais o transporte público, seja uma verdadeira opção de mobilidade.

Sem querer saber, ou interessar muito, quem foi o “pai da criança”, ou quem quer agora ficar com os louros de tal medida, sabemos que esta nasce, da solução governativa que está a vigorar na assembleia da republica.

Curioso é ver agora, quem se opôs a tal medida, vir exigir prazos e novas datas para a sua implementação.

Curioso,é ver a inércia, ou não, da Câmara de Odivelas, ao não negociar, a permissão de circulação nos autocarros da Carris, no concelho, com o Navegante Municipal.

Nas zonas de fronteira entre os diferentes municípios estão contempladas algumas regras que possibilitam a utilização de carreiras, com o passe navegante municipal, cuja linha está maioritariamente no concelho vizinho. A título de exemplo, uma pessoa com o passe navegante de Odivelas poderá circular na rede de metro entre as estações de Odivelas e do Senhor Roubado;

Em todos os concelhos em que entram carreiras da Carris está prevista a possibilidade de utilização dessas carreiras com o passe navegante do respetivo município dentro do seu território.

Em vários desses casos, o passe navegante Lisboa também permite aceder a carreiras da Carris nos concelhos vizinhos.

Em todos os documentos informativos, incluindo os que se encontram no sitio oficial da Câmara Municipal, Odivelas é o concelho onde entram carreiras da Carris e não existe qualquer possibilidade de utilizar o passe navegante de Odivelas ou de Lisboa nessas carreiras dentro do seu território.

Sabe-se que a impossibilidade de utilização das carreiras da Carris com passe navegante municipal deveu-se a um entendimento bilateral entre as autarquias de Odivelas e de Lisboa.

Sabemos, também, que o  serviço prestado pela Carris no concelho de Odivelas é de inegável importância, particularmente para as populações das freguesias de Odivelas e da Pontinha, inclusive no período noturno;

O alargamento dessas carreiras ao nosso território foi uma conquista das pessoas de Odivelas que ao longo dos anos tem vindo a ser colocada em causa, por diversas vezes e diferentes ordens de razões.

Porque motivo não foi este facto contemplado pela câmara de Odivelas, sabendo nós da propaganda que houve com a “chegada” dos novos horários do 736 da Carris?

Que futuro terá a Carris em Odivelas?!

O que estará a ser encoberto, para que os entendimentos entre as Câmaras de Lisboa e e de Odivelas, tivessem ido neste sentido?!

Curiosa, foi a posição da mesa da Assembleia Municipal de Odivelas, ao recusar que este tema entrasse na ordem do dia e tivéssemos esclarecimentos sobre o porquê deste entendimento…

Esperemos, por novidades…

Rui Santos

Os comentários estão fechados.