OPINIÃO CRUZEIRO: NÃO SEI VIVER SEM LIBERDADE

MIGUEL CABRITA: “A DEMOCRACIA FAZ-SE PELO RESPEITO DA PLURALIDADE”
25 Abril, 2019
EFEMÉRIDES: 26 DE ABRIL – FAZ 10 ANOS QUE O PAPA CANONIZOU NUNO ÁLVARES PEREIRA
26 Abril, 2019

OPINIÃO CRUZEIRO: NÃO SEI VIVER SEM LIBERDADE

Não sei viver sem Liberdade. 

Tal como não sei viver sem respirar, sem comer ou sem amar. 

É uma afortunada ignorância esta, a de saber apenas viver em Liberdade, de poder viver, assumir e expressar as minhas convicções, de ser respeitado por isso e de respeitar a Liberdade e a dignidade de todos quantos me rodeiam. Como que vivendo num vazio de que se tem a certeza que se vai encher de Liberdade todos os dias. 

Sem amarras, sem mordaças, sem medos, sem violência, sem repressão. Em paz.  

Falar de Liberdade e, em especial do 25 de Abril, comove-me, arrepia-me quando revejo alguns dos episódios vividos por aquela gente corajosa, destemida e firmemente convicta que, naquele “dia inicial inteiro e limpo”, deu a Portugal um futuro de Liberdade e Democracia. 

Escrevo este texto hoje, no próprio Dia da Liberdade e, por via de funções que exerço, passei-o a festejar na rua, distribuindo cravos e Liberdade pelas ruas da Ramada e de Caneças. 

Vi em alguns rostos a quem dei um cravo (principalmente em alguns dos mais seniores), olhos à beira de soltar a lágrima da comoção, aquele ar de quem se recorda da noite fria, escura e silenciosa do fascismo, de quem se lembra de sofrimentos que marcaram fundo na alma e não se conseguem esquecer. Mas também vi nesses mesmos rostos, o sorriso feliz de quem sabe que já passou, que o fascismo não voltará mais; vi o sorriso plácido e aliviado de quem se sabe, finalmente e ainda, livre. 

É com esses rostos que também me comovo, retribuindo o melhor que posso com o sorriso seguro que só faz quem sabe o que é ser livre. E nesse meu sorriso vai também a minha promessa de lutar para que todos continuemos livres. 

O 25 de Abril está por cumprir. E sempre estará porque tem que ser cumprido diariamente por cada um de nós. Todos os dias são dias para cumprir as esperanças e promessas de Abril, para cumprir a Liberdade que todos precisamos para viver. Porque não só eu que não sei viver sem Liberdade – nenhum de nós sabe. E somos felizes com isso.  

Até para a semana. Desfrutem de Odivelas! Sempre em Liberdade!  

Os comentários estão fechados.