OPINIÃO/CRUZEIRO: FELIZ ANO NOVO

EFEMÉRIDES: 3 DE JANEIRO – A FUGA DE PENICHE FOI HÁ 59 ANOS
3 Janeiro, 2019
SUBIU O NÚMERO DE MORTES NA ESTRADA EM 2018
3 Janeiro, 2019

OPINIÃO/CRUZEIRO: FELIZ ANO NOVO

Feliz Ano Novo

Antes de iniciar, a crónica, propriamente dita, quero aqui deixar, os votos de boas festas e que a entrada neste ano que agora inicia, tenha sido feita da melhor forma.

Avançado para assuntos sérios e  fazendo um pouco de futurologia. Ou não…

Este ano, que agora tem inicio, deverá ser um grande ano para Odivelas. Como são todos, em tempos de eleições.

Iniciou funções, o novo centro de saúde de Odivelas, 10 anos depois, mas com pouca pompa e circunstância.

Esperamos pelo fim da remodelação da Escola dos Castanheiros, pela construção da nova escola básica em Odivelas.

Por obras e afins em muitas outras escolas do concelho. Que não haja alunos em contentores, a ter aulas e a aprender, com falta de condições.

Continuaremos a aguardar pelo desfecho da passagem para a Câmara de Odivelas do mosteiro de São Dinis e São Bernardo para, além de ter-se que acabar com o abandono e falta manutenção a que está votado

E também, para se iniciar a discussão pública, desde sempre pedida pelo Bloco de Esquerda, a qual, o executivo prometeu realizar.

É importante e urge que seja feita, para que os e as munícipes de Odivelas, decidam o que ali vai ser de futuro, para além de toda especulação.

Neste ano, vão-se concluir as obras na Quinta do Espanhol. Um espaço a ser requalificado, com várias alterações orçamentais, sem se saber qual será o seu futuro.

Será, neste ano, que Odivelas, vai perder para a mão de privados, o seu grande polo cultural, a Malaposta.

Em 2019, as grandes obras não param, só em Caneças, vão surgir a Casa Mortuária, a ampliação das instalações do Curpic e o centro interpretativo das Aguas. Para além da remodelação na escola dos Castanheiros.

Em 2019, será um ano em grande para as freguesias.

Para além da deliberação sobre a transferência de competências, para que o governo central fique livre de muitas responsabilidades.

Será um ano de trabalho, para  tentar reverter a lei sem nexo,que uniu freguesias, por todo o país. Em Ramada e Caneças, trabalha-se nesse sentido, apesar da lentidão que a engrenagem do PS quer meter…

Mas ainda não será, em 2019, que veremos melhorias na circulação rodoviária, no centro da vila de Caneças, nem melhorias nos transportes públicos.

Por falar em transportes públicos, já se adivinha a desresponsabilização da Câmara,que deposita algumas das responsabilidades, que deveria de ter na AML. Assim, não será uma voz ativa em melhorias nas ligações de transportes dentro do concelho e a melhoria do serviço público prestado.

E a tão badalada machadada no funcionamento da Linha Amarela…Em 2019, será mais um ano, para se continuar a lutar para inverter este posicionamento, que nada ajuda quem aqui mora e precisa de chegar a Lisboa.

Será, também neste ano,ou ainda não, já que é uma obra com muito tempo de gaveta (já referida em crónica anterior), que a requalificação da Avenida dom Dinis, trará, uma melhor circulação rodoviária e pedonal e verá aumentada a disponibilidade de lugares de estacionamento, facilitando a vida a todos e a todas.

Podia ainda escrever, sobre a nova unidade de saúde de Famões e da nova esquadra da PSP, que também vão surgir este ano…

Mas o tempo dirá, o que realmente vai aparecer.

Mas será, daqui a uns poucos dias, que vai haver o grande acontecimento que vai mostrar  Odivelas.

De que é feita.

O anuncio da cidade vencedora da Candidatura a Cidade Europeia do Desporto…

Espera-se a continuidade de todo este dinamismo, mesmo que o resultado não seja o mais benéfico para Odivelas.

Espera-se…

Rui Santos

Os comentários estão fechados.