ODIVELAS: DEPUTADO MUNICIPAL DO CDS INDIGNA ASSEMBLEIA MUNICIPAL

ODIVELAS: ASSEMBLEIA MUNICIPAL APROVOU VOTO DE PESAR PELA MORTE DE RÚBEN DE CARVALHO
29 Junho, 2019
ODIVELAS: ASSEMBLEIA MUNICIPAL APROVOU VOTO DE PESAR PELA MORTE DE ISAURA BORGES COELHO
29 Junho, 2019

ODIVELAS: DEPUTADO MUNICIPAL DO CDS INDIGNA ASSEMBLEIA MUNICIPAL

João Pela, deputado municipal eleito pelo CDS, deixou os deputados municipais à beira de uma crise de nervos, quando, em dois momentos usou da palavra. O primeiro foi quando anunciou o seu desacordo, que posteriormente viria a transformar em abstenção em relação à proposta de Recomendação, que fora apresentada pelo PAN – Pessoas, Animais e Natureza em relação à inclusão de intérpretes de Língua Gestual Portuguesa na Assembleia Municipal e nos serviços municipais.

Na resposta, o deputado municipal Nélson Silva, eleito pelo PAN, não escondeu a indignação nem poupou nas palavras.

Num segundo momento e a propósito dos Votos de Pesar pelos recentes falecimentos de Rúben de Carvalho e da enfermeira Isaura Borges Coelho, que acabaria por não votar, ausentando-se da sala durante a votação destes documentos, acabaria por afirmar que, em Portugal nunca houve fascismo.

Na resposta aos despropositados considerandos, Joaquim Campos, deputado municipal eleito pela CDU, recordou ao deputado municipal do CDS as torturas, presos e mortes, durante o período em que Portugal esteve sob o regime fascista.

 

Os comentários estão fechados.