O FUTEBOL QUE NÃO QUEREMOS TER

FUTEBOL JÚNIOR: TENENTE VALDEZ DEU PONTAPÉ NA CRISE. DESPERTAR GOLEIA.
12 Janeiro, 2019
TRABALHADORA REINTEGRADA POR ORDEM DO TRIBUNAL VOLTA A SER DESPEDIDA
12 Janeiro, 2019

O FUTEBOL QUE NÃO QUEREMOS TER

O Real Sport Clube e o Despertar de Beja têm motivos para se cobrirem de vergonha.

Não deveria ser noticia, mas fica como exemplo do futebol que não queremos ter.. Registaram-se cenas chocantes de violência e agressões entre adeptos, a maioria pais dos jogadores, numa partida de iniciados entre o Real Sport Clube e o Despertar de Beja. O alerta foi dado pelo árbitro ex- Duarte Gomes, que pede tolerância zero à violência no desporto, em especial no futebol de formação.

Decididamente há pais que não deveriam poder assistir aos jogos dos filhos.

Os comentários estão fechados.