MOVIMENTO CONTRA O FIM DA LINHA AMARELA, AGRADADO COM OS VENTOS DE MUDANÇA, ALERTA PARA A CONTINUAÇÃO DA MOBILIZAÇÃO.

A RÁDIO CRUZEIRO JÁ NÃO TEM BILHETES PARA A FESTA DO AVANTE!
8 Julho, 2019
LOURES: FESTIVAL DO CARACOL SALOIO ESPERA MAIS DE 100 MIL VISITANTES
8 Julho, 2019

MOVIMENTO CONTRA O FIM DA LINHA AMARELA, AGRADADO COM OS VENTOS DE MUDANÇA, ALERTA PARA A CONTINUAÇÃO DA MOBILIZAÇÃO.

Em Comunicado enviado à Redação da RÁDIO CRUZEIRO, o Movimento Contra o Fim da Linha Amarela mostra-se agradado com os “ventos de mudança”, mas alerta para a necessidade de firmeza na combate ao plano de expansão do Metro, até porque, nada está decidido.

Na sequência da actividade confluente do Movimento de Cidadãos Contra o Fim da Linha Amarela, do Bloco de Esquerda, do CDS/PP, do PAN, do PCP, do PPD/PSD e do Município de Loures, hoje no Parlamento assistimos à apreciação da Petição nº 364/XIII/2ª, o Projeto de Resolução nº 1271/XIII/3ª do PEV, o Projeto de Resolução nº 1074/XIII/4ª o Projeto de Resolução nº 2122/XIII/4ª do PAN, o Projeto de Resolução nº 2124/XIII/4ª do PPD/PSD e o Projeto de Resolução nº 2128/XIII/4ªdo Bloco de Esquerda. Por tudo isto congratulamos todos os intervenientes!

Daqui se verificou um amplo consenso das bancadas dos partidos proponentes em torno da luta pela (1) rápida chegada da Linha Amarela do Metropolitano a Loures, bem como (2) Contra o Fim da Atual Linha Amarela e (3) concomitantemente contra a Linha Circular.

Daquelas apreciações parlamentares, registamos que além das posições favoráveis das oposições ao que há muito defendemos, o Partido Socialista não se opôs a nenhuma, sendo que ao abster-se revela aquilo que há muito sentimos: haver um elevado desconforto e uma notória diferença de opiniões sobre este dossier no seio daquele partido, ao ponto de 12 Deputados do PS terem votado favoravelmente algumas das Propostas.

Assim se verifica que nada é irrevogável e o querer das populações tem de ser ouvido. Juntos iremos reverter esta situação. Cada vez somos e seremos mais.

Quer na Acção de Contacto do passado dia 2 de Julho, quer na Sessão de Esclarecimentos organizada pelo Movimento de Cidadãos Contra o Fim da Linha Amarela no dia 3 já sentíamos os ventos de mudança.”

Os comentários estão fechados.