LOURES: RUI COSTA FERREIRA DEIXOU A GESLOURES E O BE CONGRATULA-SE POR ISSO

CÂMARA DE ODIVELAS ISENTOU PRODUTORES DO PAGAMENTO DE TAXAS NO FESTIVAL DA MARMELADA.
8 Novembro, 2018
JUDO: CAMPEONATO NACIONAL DE SENIORES, ESTE FIM DE SEMANA, NO MULTIUSOS
8 Novembro, 2018

LOURES: RUI COSTA FERREIRA DEIXOU A GESLOURES E O BE CONGRATULA-SE POR ISSO

O Bloco de Esquerda  de Loures congratula-se pela saída de Rui Costa Ferreira do cargo de diretor-geral da Gesloures. É uma saída que vem de encontro às reivindicações dos trabalhadores, que há muito contestavam a gestão e o modo de atuação da equipa liderada por Rui Costa Ferreira, na relação com os funcionários daquela empresa municipal.

Os trabalhadores da Gesloures, a empresa municipal mais antiga do país, marcaram uma greve para 19 de outubro, que não se chegou a realizar, por terem chegado a acordo com a administração na véspera da sua realização. Em causa estavam  o banco de horas, a precariedade, a ausência de pagamento de formações em contexto de trabalho, deslocações não pagas em serviço, assédio moral, perseguição e bullying. A greve não chegou a realizar-se.

Era inevitável que este desfecho trouxesse consequências e, agora, o Diretor-Geral, Rui Costa Ferreira, caiu.

Situações de bancos de horas, precariedade, ausência de pagamento de formações em contexto de trabalho, deslocações não pagas em serviço, assédio moral, perseguição e bullying não são aceitáveis numa empresa municipal de um concelho liderado por um executivo que se diz de esquerda e protetor dos direitos dos trabalhadores“, afirma Fabian Figueiredo, do BE, candidato à Câmara Municipal de Loures nas últimas autárquicas que acrescenta ainda que “Congratulamo-nos pela reposição da justiça laboral e da verdade e pela prova real de que o Bloco, ao posicionar-se, desde a primeira hora, ao lado dos trabalhadores da Gesloures, esteve sempre do lado certo“.

Os comentários estão fechados.