LINHA AMARELA: CIDADÃOS ENTREGARAM PETIÇÃO E ABAIXO-ASSINADO NA A.R.

FEIRA DO FUMEIRO FOI INAUGURADA AO FINAL DA TARDE
22 Março, 2019
EFEMÉRIDES: 23 DE MARÇO – DIA MUNDIAL DA METEOROLOGIA
23 Março, 2019

LINHA AMARELA: CIDADÃOS ENTREGARAM PETIÇÃO E ABAIXO-ASSINADO NA A.R.

Um grupo de cidadãos entregou na Assembleia da República uma Petição e um Abaixo-Assinado, dirigido a todos os grupos parlamentares que visa evitar a prossecução do modelo de expansão do Metropolitano de Lisboa, que se encontra em curso e assim demonstrar as razões porque os cidadãos estão “Contra o Fim da Linha Amarela”.

No Comunicado apresentado pelos cidadãos, estes explicam as suas razões:

“Sabendo que:

i. A Linha Amarela do Metropolitano permite o transporte ferroviário de cerca de 500.000 cidadãos

ii. A expansão da rede do Metro pela transformação das linhas verde e amarela, numa linha circular entre o Cais do Sodré e o Campo Grande acrescenta 1,7 Km à rede de Metro existente e duas novas estações, custando ao erário público , pelo menos, cerca de 265 Milhões de Euros resulta de uma decisão meramente politica
iii. Este Plano de Expansão surgiu durante as Autárquicas de 2009, como mero documento de propaganda, nunca tendo sido devidamente aprovado, pois nunca foi sujeito a discussão pública
iv. Há alternativas não prejudiciais (linha em loop) e que existe um projecto consolidado de expansão
da rede do Metro, resultante de estudos tecnicamente válidos e em consonância com o PROT-AML
e os PDMs respectivos
v. Os habitantes a Norte do Campo Grande ficarão pior servidos pelo Metro do que actualmente, pois
passarão a contar com a movimentação de muitos passageiros em simultâneo entre plataformas, atrasos devidos aos transbordos que passarão a ocorrer e riscos securitários devido à concentração massiva de passageiros
vi. Os argumentos apresentados para justificar esta linha circular, assentam em argumentos já rebatidos
vii. Políticos, inclusive do partido que governa o país, técnicos, sindicatos ferroviários , movimentos populares e populações já se manifestaram contra esta solução que levará ao encurtamento da Linha Amarela
viii. O Governo e o Presidente da Câmara de Odivelas reagem às iniciativas dos cidadãos em relação a esta solução, com acções de manipulação da opinião pública. Sendo que sem apresentarem qualquer projecto, vão criando a ilusão de que talvez se venha a manter o traçado actual da Linha Amarela
em simultâneo com o da futura linha circular, o que contrariaria o pretendido aumento das frequências entre comboios e deixa em aberto o fim da estação de Telheiras
Através da Petição “Contra o Fim da Atual Linha Amarela do Metro de Lisboa” e  do Abaixo-Assinado dirigido a todos os Grupos Parlamentares, o Movimento de Cidadãos “Contra o Fim da Linha Amarela”, pretende:
1. A suspensão deste projecto de expansão do Metropolitano
2. A efectiva audição popular das soluções que se venham a considerar
3. Evitar que sérios e graves danos sejam infligidos às populações a Norte do Campo Grande e ao erário público, por um projecto faraónico e que não serve o transporte a Norte e pode perigar a estabilidade de solos e edifícios a sul.

Os comentários estão fechados.