FUTEBOL: TAÇA DE PORTUGAL – SORTEIO DA 2ª ELIMINATÓRIA

ANIVERSÁRIO DA FREGUESIA DE CANEÇAS: ALEXANDRE OLIVEIRA (PSD) PINTOU UM INDELÉVEL BILHETE POSTAL DA VILA
11 Setembro, 2018
EFEMÉRIDES: 12 DE SETEMBRO – HÁ UM ANO, UM MILHÃO NAS RUAS, PELA INDEPENDÊNCIA DA CATALUNHA.
12 Setembro, 2018

FUTEBOL: TAÇA DE PORTUGAL – SORTEIO DA 2ª ELIMINATÓRIA

Pode ser brincadeira, embora oficial, mas é certamente um mau serviço prestado ao futebol. Para a segunda eliminatória foram repescados 22 clubes eliminados na primeira ronda, o que permite, com desinteresse no assunto, questionar se não poderiam ter sido admitidos na primeira eliminatória da prova mais quarenta e quatro emblemas das competições distritais, tornando a Taça de Portugal, a prova raínha do futebol português mais abrangente e uma coisa cada vez mais de todos. Em bom rigor houve 22 jogos na primeira eliminatória que não contaram para nada. Outra questão curiosa, é a inclusão do Chaves B na prova, quando os regulamentos impedem as equipas B de o fazerem. É o futebol, por cá, no “groud zero” da transparência. Infelizmente são situações menos visíveis que os casos dos jogos entre os ditos “grandes”, mas não menos graves.

Para a segunda ronda da competição entram as equipas da Liga de Honra, todas elas a jogar na condição de visitantes, tal como os 22 repescados, no caso do sorteio ditar confronto com equipa do escalão inferior.  O sorteio ditou os seguintes confrontos:

Sacavenense – Varzim

Santa Iria – Lourinhanense

Loures – Oleiros

Pedras Salgadas – Académica

Portalegrense – Sporting Farense

Caçadores das Taipas – Arouca

Alverca – Académico Viseu

Recreio de Águeda – Famalicão

Condeixa – Paços de Ferreira

Cesarense – Sporting da Covilhã

Trofense – Penafiel

Leça – Leixões

Os Limianos – Mafra

Gondomar – Cova Piedade

Fátima – Oliveirense

Vasco da Gama da Vidigueira – Estoril

Victória de Sernache – Sertanense

União Tomar – Vilafranquense

Vila Real – Sanjoanense

Fafe – Sporting Ideal

Caldas – Gafanha

Amarante – Vila Flor

Beneditense – Os Armacenenses

Rio Tinto – Moura

Silves – União de Paredes

Praia de Milfontes – Valenciano

Oliveira do Hospital – Lusitano de Vildemoinhos

Peniche – Montalegre

Casa Pia – Olímpico Montijo

Anadia – Mineiro Aljustrelense

Merelinense – União Madeira

Eirense – Torreense

Lusitano de Évora –  Oriental

Gil Vicente – Chaves B

Praiense – Pinhalnovense

Vale Formoso – União de Leiria

Amigos da Paz – União Sport Clube

Sporting de Espinho – Sintrense

Torres Novas – Maria da Fonte

Beira Mar – São Martinho

Silgueiros – Angrense

Real Sport Clube – Mirandela

Amora – Sporting de Lamego

Atlético Mirandês – Coimbrões

Felgueiras  – Desportivo de Joane

Valadares – Louletano

Os 22 repescados e bafejados pela pouca lucidez dos dirigentes federativos foram Beneditense, Sporting Ideal, União Sport Clube, Valenciano, Desportivo de Joane, Lusitano de Vildemoinhos, Montalegre, GD  Silgueiros, Praia Milfontes, Fátima, Vila Flor, que refira-se, sofreu a maior goleada da primeira ronda,  Mirandês, Leça ,Vilafranquense, União de Paredes, Lourinhanense, Portalegrense , Louletano,Coimbrões, Alverca, Torres Novas e Vale Formoso.

 

Os comentários estão fechados.