FURTO DE AZULEJOS NO MOSTEIRO DE ODIVELAS

“ESPAÇO ENTREVISTA” REGRESSA DIA 12, COM PAULO QUARESMA
4 Janeiro, 2019
CONCERTO DE ANO NOVO, NA RAMADA
4 Janeiro, 2019

FURTO DE AZULEJOS NO MOSTEIRO DE ODIVELAS

Recentemente e de forma continuada dezenas de azulejos do século XVII têm sido furtados do Mosteiro de Odivelas, desocupado há cerca de três anos e ainda na posse do Ministério da Defesa. São pelo menos quatro, os pontos  da galeria junto à entrada para a capela de onde foram furtados os azulejos e calcula-se que tenham desaparecido já, cerca de 170.

O furto ocorreu numa zona de acesso público, no exterior do monumento e ao lado de uma outra parte que se encontra presentemente em obras.

Segundo o jornal “Público” o alerta terá sido dado por moradores da zona nos últimos dias do ano passado e em Nota recebida na Redação o Município de Odivelas, que ainda não tomou a posse do monumento nacional, conforme está previsto, informa que tudo fez, dentro das suas competências, para alertar quem de direito em relação a este crime patrimonial

Informamos que a Câmara Municipal de Odivelas, consciente da importância da preservação do património histórico, efetuou, na manhã do próprio dia 19 de dezembro (logo que  teve conhecimento do primeiro furto) a competente participação criminal na Esquadra da PSP de Odivelas, que registou a ocorrência. Foram também efetuadas diligências junto do Diretor do Colégio Militar, solicitando o acionamento de meios que considerasse adequados, designadamente a intervenção da Polícia Judiciária Militar, de forma a assegurar a integridade deste património, que ainda se encontra à guarda do Ministério da Defesa. Contactámos também a Polícia Judiciária. Finalmente, colocámo-nos à disposição das entidades contactadas para colaborar, de forma ativa, em tudo o que fosse necessário ou conveniente.

Ocorreram novos furtos, nos dias 21 de dezembro e 25 de dezembro, prontamente comunicados às autoridades policiais, a quem manifestámos a nossa grande preocupação por estes crimes, solicitando a adoção de medidas adequadas à prevenção de novas ocorrências, bem como punição dos responsáveis.

Atendendo ao segredo de justiça inerente ao processo penal, não nos é possível conhecer as medidas tomadas pelas autoridades policiais.

A Câmara Municipal de Odivelas atuou, pois, de forma diligente e responsável, como é, aliás, nosso timbre”.

Os comentários estão fechados.