FOTÓGRAFO FERNANDO PEREIRA MORTO HÁ 35 ANOS NO ATENTADO DOS SERVIÇOS SECRETOS FRANCESES CONTRA EMBARCAÇÃO DO GREENPEACE

ACONTECEU A 10 DE JULHO DO ANO …
10 Julho, 2020
CAIU NA REDE COM HUMOR …
10 Julho, 2020

FOTÓGRAFO FERNANDO PEREIRA MORTO HÁ 35 ANOS NO ATENTADO DOS SERVIÇOS SECRETOS FRANCESES CONTRA EMBARCAÇÃO DO GREENPEACE

Navio Rainbow Warrior da Greenpeace, após o ataque à bomba pelos serviços secretos franceses

Fernando Pereira Fotógrafo, vítima do atentado à bomba efetuado por agentes secretos franceses, ao navio Rainbow Warrior

No dia 10 de Julho de 1985 – Os serviços secretos franceses afundaram o ‘Rainbow Warrior’ do grupo pacifista e ecologista ‘Greenpeace’, causando a morte do fotógrafo português Fernando Pereira, que se encontrava no interior do navio, atracado em Auckland, na Nova Zelândia.

O Rainbow Warrior tinha como destino o Atol Moruroa, uma ilha no Pacífico Sul da Polinésia Francesa, onde França estava a planear uma série de testes nucleares.

Depois de se terem feito passar por turistas suíços para visitar o navio, que estava aberto ao público, uma equipa de 12 agentes franceses fez explodir duas bombas quando a maioria da tripulação estava ainda a dormir.

A primeira bomba provocou um grande buraco no casco do navio e a segunda explodiu precisamente quando o fotógrafo português regressou ao barco para ir buscar as suas câmaras.

Fernando Pereira, na altura com 35 anos de idade, ficou preso na cabine e acabou por morrer dentro do navio afundado.

Os comentários estão fechados.