EMPRESAS DE ODIVELAS COLABORAM NA CONFEÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

TEIA19 APRESENTA METAMORFOSES EM SENA COM ANDRÉ GAGO E JOSÉ ANJOS
4 Maio, 2020
PAN ODIVELAS PERTENDE ACESSO PERMANENTE AOS VIDEOS DAS ASSEMBLEIAS MUNICIPAIS
5 Maio, 2020

EMPRESAS DE ODIVELAS COLABORAM NA CONFEÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

Odivelas 5 Maio, 2020-Empresas do Concelho de Odivelas estão a colaborar na confeção de vários Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s ) para vários hospitais do país e Guiné-Bissau, em colaboração com a ação solidária PORTUGAL ConVIDa TODOS.

Helena Ferreira, proprietária do atelier Tesoura e Dedal e Mónica Pratas, modelista da GRUNDÉNS – Portugal, contactaram Marco Moreira, o mentor da PORTUGAL ConVIDa Todos, colocando o equipamento e know How destas empresas à disposição, dando início de imediato a esta colaboração, permitindo o corte e confeção de parte dos EPI’s que aquela ação está a entregar nos hospitais de todo o país e parte dos quais já enviou para a Guiné-Bissau.

Helena Ferreira do Tesoura e Dedal, juntamente com as amigas, Maria Escobaldo, Rosa Deolinda e Lília Pedro, colocaram mãos à obra a custo zero cortaram e confecionaram algumas centenas de cógulas para a PORTUGAL ConVIDa Todos. Com esta ação, o atelier vislumbrou uma nova possibilidade futura de negócio. Atualmente, o atelier já tem a sua produção direcionada para EPI’s, estando já a confecionar para unidades de saúde no Concelho.

A GRUNDÉNS – Portugal também já cortou e confecionou a custo zero, cerca de 1400 cógulas e milhares de máscaras, tendo já transformado vários milhares de metros de TNT em cortes de peças para serem confecionadas quer por alunos e professores da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, num movimento também associado à PORTUGAL COnVIDa Todos quer para outras ações paralelas, levadas a cabo por algumas comunidades, que estão a colaborar diretamente com hospitais da AML.

SOBRE A PORTUGAL COnVIDa TODOS

A PORTUGAL COnVIDa TODOS é uma ação civil sem fins lucrativos, levada a cabo pelo arquiteto Marco Moreira, com base em donativos e que tem vindo a reunir cada vez mais cidadãos comuns, entidades públicas e empresas na criação de equipamento de proteção individual para os profissionais de saúde que estão na linha da frente do combate ao Covid-19.
Desde 18 de março, dia em que foi disponibilizado a título gratuito o molde para quem o pudesse aplicar e fazer cógulas para o combate à pandemia, já foram produzidas cerca de 8000 unidades, 250 batas, 300 botas (perneiras).

A PORTUGAL COnVIDa TODOS entregou 1000 cogulas no passado dia 22 de Abril à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT ) e oficializa, desta forma, as entregas de 6000 cógulas e equipamento vário, as quais têm vindo a ser efetuadas em serviços hospitalares da zona de Lisboa e de todo o País, desde março.

Seguiram para a Guiné-Bissau 3400 máscaras, 440 cógulas entre outros materiais e serão entregues ao Sistema Nacional de Saúde daquele país no próximo dia 5 de maio de 2020.

Esta ação tem contado com o envolvimento de mais de 100 voluntários de todo o país, incluindo cidadãos individuais, entidades públicas como, a Faculdade de Arquitetura de Lisboa, a Câmara Municipal de Lisboa através do programa social BIP / ZIP, várias empresas de vários sectores como, confeção, decoração, estofos , etc. que puseram as suas máquinas e funcionários à disposição para nos ajudarem a cortar ou confecionar equipamentos.

Marco Moreira, natural da Nazaré e funcionário da Câmara Municipal de Odivelas, criou um modelo de cogula em Tecido Não Tecido (TNT) de proteção ao contágio, em reação à proximidade afetiva a alguns profissionais de saúde, tendo começado a confecionar por iniciativa e investimento próprios e disponibilizando o molde na Internet, para que pudesse ser replicado por qualquer pessoa, apenas para fins não comerciais.

A publicação do molde a 18 de Março foi o ponto de partida para que várias comunidades se unissem com o objetivo de replicar e confecionar aquele equipamento em TNT, acto que fez disparar a procura e o preço deste material em todo o país nas últimas semanas.

Os comentários estão fechados.