EFEMÉRIDES: 12 DE JUNHO: DIA MUNDIAL CONTRA O TRABALHO INFANTIL

CDS/ODIVELAS A VOTOS, COM LISTA ÚNICA
11 Junho, 2018
LOURES: BE CONTESTA ENCERRAMENTO DO BALCÃO DA CGD NO PRIOR VELHO
12 Junho, 2018

EFEMÉRIDES: 12 DE JUNHO: DIA MUNDIAL CONTRA O TRABALHO INFANTIL

EFEMÉRIDES

12 de junho

Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil e Dia Mundial do Tricotar em Púbico.

1514 – Leão X criou a Diocese do Funchal.

1834 – Foi fundada a Associação Comercial de Lisboa.

1875 – A figura do Zé Povinho, criada por Rafael Bordalo Pinheiro, apareceu pela primeira vez na revista Lanterna Mágica.

1879 – Começou a publicação do jornal satírico “O António Maria”, de Rafael Bordalo Pinheiro.

1940 – Portugal e Espanha divulgaram a declaração conjunta de neutralidade, perante a II Guerra Mundial

1944 – As forças nazis de ocupação ordenaram o rapto de todas as crianças polacas, entre os 10 e os 14 anos, para serem ocupadas em trabalhos forçados.

1947 – Realizou-se a Conferência de Paris, para a Cooperação Económica Europeia com o objetivo de discutir a proposta do Plano Marshall, apresentada a 05 de junho pelo secretário de Estado dos EUA. Durante a Conferência Caeiro da Mata,  representante da ditadura de Oliveira Salazar, assegurou que “as felizes condições de Portugal fazem com que o país não precise de ajuda”.

1950 – Morreu o historiador João de Freitas, fundador da Academia Portuguesa de História.

1958 – Começou um surto grevista em Lisboa, que alastrou ao Ribatejo, Alentejo e Algarve, num protesto à fraude que impediu a eleição de Humberto Delgado para a Presidência da República.

1985 – Realizou-se a cerimónia de assinatura do Tratado de Adesão de Portugal à CEE, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. A adesão viria a concretizar-se a 1 de janeiro do ano seguinte. No mesmo dia a Espanha assinou também o seu Tratado de Adesão à CEE.

1990 – Morreu o ator Óscar Acúrsio, aos 74 anos.

1996 – Morreu o escritor Romeu Correia. Contava 78 anos.

– Luiz Francisco Rebelo venceu o Grande Prémio de Teatro da Associação Portuguesa de Escritores.

2002 – Morreu, em Lisboa, o pintor Fernando Calhau, aos 54 anos. Era o diretor do Instituto de Arte Contemporânea.

2006 – A imprensa alemã noticiou que a General Motors tencionava encerrar a unidade portuguesa da Azambuja a 31 de outubro, informação que se veio a confirmar

– A equipa de investigadores da Universidade do Minho liderada por Madalena Alves venceu o Prémio Nacional de Inovação Ambiental.

2007 – O primeiro Prémio Vilalva para a Recuperação e Valorização do Património, criado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no valor de 50 mil euros, foi atribuído à Biblioteca da Casa Sabugosa e São Lourenço, em Lisboa.

2009 – O Parlamento aprovou por unanimidade a elevação de 22 povoações à categoria de vilas e também a elevação à categoria de cidade de cinco vilas, Borba, Senhora da Hora, Samora Correia, Valença e São Pedro do Sul

2010 – Morreu em Peniche, com 88 anos, monsenhor Manuel Bastos Rodrigues de Sousa, pároco emérito cuja ação social marcou o concelho durante mais de 60 anos.

2013 – Alfama foi a vencedora das Marchas de Lisboa. Em segundo lugar ficou o Alto do Pina e em terceiro a Bica.

2014 – A ministra das Finanças anunciou que o Governo abdicara de “receber o último reembolso do programa” por não querer solicitar “uma nova extensão que reabrisse o programa com a ‘troika’”, mas no mesmo dia o Governo aprovou uma proposta de lei para reintroduzir temporariamente os cortes entre 3,5% e 10% aplicados aos salários do setor público superiores a 1500 euros.

– Alfama repetiu a vitória do ano anterior nas Marchas de Lisboa, desta vez à frente de Alcântara e do Bairro Alto, 2ªs e 3ªs classificadas.

2015 – A marcha do Bairro do Alto do Pina venceu o concurso de marchas populares de Lisboa e relegou Alfama, que vencera as duas últimas edições para o 2º lugar. A marcha de Alcântara foi 3ª.

2016 – Alfama regressou às vitórias no concurso de marchas populares de Lisboa. Penha de França e Alto do Pina classificaram-se nos lugares imediatos.

2017 – Dois irmãos morreram no rio Vouga. Um menino de 11 anos estaria com dificuldades e a irmã de 14 foi tentar ajudá-lo e acabou também por falecer.

………………………………..

Este é o centésimo sexagésimo terceiro dia do ano. Faltam 202 dias para o termo de 2018.

Pensamento do dia: “Sendo o cómico a intuição do absurdo, ele afigura-se-me mais desesperante do que o trágico”. Eugene Ionesco (1912-94), dramaturgo de origem romena.

Os comentários estão fechados.