EFEMÉRIDES: 9 DE MAIO – DIA DA EUROPA

Opinião Cruzeiro: Não pergunte o que a sua terra pode fazer por si, mas o que pode fazer pela sua terra
8 Maio, 2019
LOURES: CICLO DE MÚSICA BARROCA NO “MÚSICA EM SI MENOR”
9 Maio, 2019

EFEMÉRIDES: 9 DE MAIO – DIA DA EUROPA

EFEMÉRIDES

9 de maio

Dia da Europa

1502 – O navegador Cristóvão Colombo largou do porto de Cadiz, em Espanha, para a  quarta e última viagem ao Novo Mundo.

1736 – Morreu o diplomata e estadista Diogo de Mendonça Corte-Real, que foi secretário de Estado de D. João V, negociador do Tratado de Utreque e cofundador da Academia Real de História.

1858 — Nasceu Ricardo Jorge. Foi médico, escritor, investigador, fundador do Instituto Nacional de Saúde.

1918 – Sidónio Pais foi proclamado presidente da República Portuguesa.

1945 – Realizou-se uma manifestação em Lisboa, pela vitória aliada, na II Guerra Mundial. Concentração no Largo do Rato com percurso pelas embaixadas dos EUA, do Reino Unido e da França.

1950 – Robert Schuman, ministro francês dos Assuntos Externos, propôs a criação de uma autoridade comum para regular a indústria do carvão e do aço na Alemanha Ocidental e em França. Foi o primeiro passo político para a criação da União Europeia.

1969 – Duzentos santos foram retirados do calendário litúrgico oficial da Igreja Católica. A medida inseriu-se no conjunto de reformas do Concílio Vaticano II.

1978 – O primeiro-ministro italiano Aldo Moro, raptado 54 dias antes pelas Brigadas Vermelhas, foi encontrado morto num automóvel no centro de Roma.

1983 – O presidente Ramalho Eanes inaugurou o Laboratório Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial.

1988 – Saiu o número zero do semanário O Independente. 992 – Foi constituída a Plataforma de Esquerda, associação política de natureza não partidária.

1995 – Morreu Agostinho Roseta, aos 49 anos. Foi dirigente da UGT.

1999 – Portugal concedeu asilo político ao ex-presidente da Guiné-Bissau Nino Vieira.

2000 – Um corte total de eletricidade afetou quase metade de Portugal continental. A EDP atribuiu a avaria a uma cegonha que terá ficado eletrecutada.

2003 – Eduardo Lourenço foi distinguido com o Prémio da Latinidade, da União Latina.

2004 – Uma operação da polícia espanhola contra uma rede de corrupção estimada em 2.500 milhões de euros, envolveu a Fundação Afinsa e o Fórum Filatélico, dirigidos pelos portugueses Albertino de Figueiredo e Carlos de Figueiredo Escriba.

2007 – Helena Roseta deixou o PS e anunciou candidatura à Câmara de Lisboa como independente, apoiada por um movimento de cidadãos.

– O pianista Mário Laginha venceu o Prémio Carlos Paredes 2007 com o álbum “Canções & Fugas”.

2008 – O FC Porto foi punido com a perda de seis pontos e o seu presidente, Pinto da Costa, suspenso por dois anos, enquanto o Boavista FC foi condenado à descida de divisão, perda de seis pontos e várias multas, entre as quais uma de 180.000 euros no âmbito do processo Apito Final, sobre corrupção no futebol

2012 – Uma sessão da Comissão de Educação, Ciência e Cultura, no Parlamento, congratulou e os realizadores Miguel Gomes, João Salaviza e Gonçalo Tocha, que agradeceram as felicitações,. mas deixaram bem vincado o paradoxo e alertaram para o momento em que uma nova geração de cineastas acumula prémios em festivais internacionais de renome, ser o mesmo em que o cinema em Portugal corre o risco de desaparecer.

2013 – O presidente do Banco Comercial Português, Nuno Amado, defendeu uma forte redução das contribuições para a Segurança Social das empresas que criem emprego e a possibilidade destas poderem reduzir salários temporariamente

2014 – Dois alunos e um docente do Instituto de Contabilidade de Coimbra integraram uma equipa internacional que foi premiada no Euroweek com o melhor trabalho escrito, por um projeto de transformação de microalgas em energia.

2016 – O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, teceu duras críticas aos líderes nacionais dos Estados-membros da União Europeia, lamentando que esta esteja a funcionar  como uma “bicicleta sem ar nos pneus”.

2017 – Uma menina de quatro anos morreu na escola, em Castelo Branco. A criança sentiu-se mal  quando estava no infantário Alfredo da Mota e ainda foi transportada para o hospital, local onde foi declarado o óbito.

2018 – Foi o nono veto político do mandato. O Presidente da República vetou  o decreto que estabelecia o direito à autodeterminação da identidade e expressão de género e permita a mudança da menção do sexo no registo civil a partir dos 16 anos.

============.

Este é o centésimo vigésimo nono dia do ano. Faltam 236 dias para o final de 2019.

Pensamento do dia: “De todas as coisas que possas usar, a tua expressão é, seguramente, a mais importante”. John Ruskin (1819-1900), escritor e crítico de arte britânico.

 

Os comentários estão fechados.