EFEMÉRIDES: 5 DE MAIO – FAZ HOJE 20 ANOS QUE PORTUGAL E INDONÉSIA ASSINARAM ACORDO PARA A AUTO-DETERMINAÇÃO DE TIMOR-LESTE

EUROMILHÕES: TERÇA-FEIRA JOGA-SE PARA 25 MILHÕES DE EUROS
4 Maio, 2019
FUTEBOL JUNIOR: C.A.C. CONQUISTA PONTO IMPORTANTE. DESPERTAR A UMA VITÓRIA DA SUBIDA
5 Maio, 2019

EFEMÉRIDES: 5 DE MAIO – FAZ HOJE 20 ANOS QUE PORTUGAL E INDONÉSIA ASSINARAM ACORDO PARA A AUTO-DETERMINAÇÃO DE TIMOR-LESTE

EFEMÉRIDES

5 de maio

1818 – Nasceu Karl Marx.

1821 – Foi abolida a Inquisição em Portugal.

1835 – Almeida Garrett criou o Conservatório de Lisboa, no âmbito da reforma do Governo Liberal. O ensino da Música foi dirigido pelo compositor João Domingos Bomtempo.

1912 — Portugal participou pela primeira vez nos Jogos Olímpicos de Verão que se realizaram em Estocolmo, na Suécia. A estreia portuguesa acabou por não ser  feliz, dado o falecimento do atleta do Benfica, Francisco Lázaro, durante a prova da Maratona.

1934 – Foi revisto o contrato entre o  Estado português e a Anglo-Portuguese Telephone Company, empresa que detinha a concessão dos telefones de Lisboa e Porto desde 1887, sendo o exclusivo prolongado até 1968.

1957 – Foi inaugurado o Estádio dos Barreiros, no Funchal, que seria depois remodelado em 2016.

1975 – Um decreto do Conselho da Revolução concedeu personalidade jurídica à Intersindical, considerando que «a actividade que vem sendo desenvolvida pela Intersindical Nacional na mobilização da classe trabalhadora para uma participação esclarecida e firme no processo revolucionário em curso, como aconteceu em 28 de Setembro e 11 de Março, confirma-a como um dos mais sólidos pilares da Aliança entre o Povo e o Movimento das Forças Armadas».

1986 – Um acidente ferroviário na Póvoa de Santa Iria provocou 18 mortos e 83 feridos. Era para ser apenas mais uma segunda-feira banal de regresso ao trabalho e às aulas para muitas dezenas de pessoas da região, sobretudo do concelho de Vila Franca de Xira, mas uma alegada falha humana, conforme destacam os jornais da época, aliada a um atraso do comboio rápido que vinha da Covilhã precipitou o desastre no dia 5 de maio de 1986. A composição embateu contra um transvia causando a morte a 18 pessoas: 11 morreram no interior dos comboios, faleceram ainda 2 passageiros que estavam à espera de embarcar, e cinco pessoas já nos hospitais. Oitenta ficaram feridas. Este foi um dos acidentes mais emotivos da história dos caminhos-de-ferro em Portugal, talvez porque a composição transportava na sua maioria jovens com destino às escolas e faculdades de Lisboa.

1998 – Foi lançado o diário “24 Horas”, atualmente já extinto.

1999 – Portugal e a Indonésia assinaram, na sede da ONU, os acordos que estabeleceram o direito da auto-determinação de Timor-Leste.

2004 — Foi inaugurada a central hidroeléctrica da Barragem do Alqueva. 2005 – A proposta de Lei para a limitação dos mandatos dos cargos políticos executivos foi aprovada no Parlamento.

2006 – A escritora Lídia Jorge recebeu em Bremen, na Alemanha, o Prémio Internacional de Literatura “Albatros”, da Fundação Gunther Grass, pelo livro “O Vento Assobiando nas Gruas”.

2008 – Um incêndio destruiu as águas furtadas, a cobertura e o quarto piso da Reitoria da Universidade do Porto, um edifício centenário.

– Uma menina de 12 anos morreu e três crianças sofreram ferimentos ligeiros, devido à colisão entre um autocarro de transporte de crianças com um pesado de mercadorias, na estrada entre Sesimbra e Setúbal

2011 – Entre outras medidas, o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, anunciou o aumento de impostos, o congelamento de salários e que o programa de privatizações que será acelerado e aprofundado. A Palavra de ordem era reestruturar do ponto de vista económico e financeiro”

2012 – A ministra da Agricultura admitiu a necessidade de legislação para regular a relação contratual entre produtores e distribuição, considerando «inadmissível» que descontos como os promovidos pelo Pingo Doce no feriado do 1.º de maio sejam «imputados» aos produtores.

2014 – Apesar da crise e dos cortes por ela provocados ficou a saber-se que Portugal tinha uma “almofada financeira” de 15 mil milhões de euros, excluindo o montante consignado à banca que ainda não fora utilizado.

2015 – Cinco indivíduos encapuzados cortaram a A1 junto ao nó dos Carvalhos, em Gaia, no sentido sul/norte, e roubaram, com recurso a uma arma de fogo, um veículo pesado em circulação e que transportava tabaco.

2017 – Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto e candidato às eleições autárquicas dispensou o apoio dos socialistas na sequência de declarações de Ana Catarina Mendes, número dois do PS que afirmou que uma vitória de Rui Moreira no Porto seria uma vitória do PS

2018 – O ex-presidente francês François Hollande considerou “vergonhosas” as declarações nas quais o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, utilizou o exemplo dos ataques jihadistas de Paris em novembro de 2015 para defender a sua posição a favor da liberdade de usar armas.

=============.

Este é o centésimo vigésimo quinto dia do ano. Faltam 240 dias para o termo de 2019.

Pensamento do dia: “Quis ver até onde ia a estupidez humana. Concluí que não tem limite”. André Maurois, nome literário de Émile Herzog (1885-1967), escritor francês.

Os comentários estão fechados.