EFEMÉRIDES: 21 DE FEVEREIRO – DIA INTERNACIONAL DA LÍNGUA MATERNA

CDS/ODIVELAS APRESENTOU PROPOSTAS PARA O MOSTEIRO
20 Fevereiro, 2019
OPINIÃO/CRUZEIRO: E DE NOVO OS OUTDOORS
21 Fevereiro, 2019

EFEMÉRIDES: 21 DE FEVEREIRO – DIA INTERNACIONAL DA LÍNGUA MATERNA

EFEMÉRIDES

21 de fevereiro

Dia Internacional da Língua Materna. Este dia foi proclamado a 17 de novembro de 1999, durante a Conferência Geral da UNESCO e celebra-se desde 2000.

1548 – Foi inaugurado o Colégio das Artes.

1838 – Samuel Morse fez a primeira demonstração pública do telégrafo.

1848 – Karl Marx e Friedrich Engels publicaram, em Londres, o Manifesto Comunista, também conhecido como Manifesto do Partido Comunista.

1863 — Nasceu o pintor naturalista Carlos Reis.

1886 – Latino Coelho, membro da Câmara dos Pares do Reino, assumiu-se republicano, em plena sessão parlamentar.

1907 – É formada a companhia de Viação Eléctrica do Porto, pela Mathieu Lougan & Irmãos.

1968 – O vespertino lisboeta “A Capital” regressou às bancas, depois de ter sido suspenso em 1926.

1970 – A União Nacional, partido único da ditadura, mudou o nome para Acção Nacional Popular. Marcello Caetano substituiu a expressão “Estado Novo” pela de “Estado Social”.

1976 – Portugal reconheceu a República Popular de Angola.

1997 — O Parlamento português aprovou a alteração da antiga Lei para a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, apresentada pelo deputado do PS, Strecht Monteiro.

1999 – Morreu o pintor, escultor e poeta português José Rodrigues, aos 94 anos.

2001 – João Paulo II investiu 44 novos cardeais, entre eles os portugueses José Policarpo, patriarca de Lisboa, e José Saraiva Martins, prefeito da Congregação para a Causa dos Santos.

2002 – Morreu o fadista Natalino Duarte. Contava 67 anos.

2004 – Morreu Maria Helena de Freitas, aos 91 anos, musicóloga, divulgadora e autora do programa A Voz e os Seus Intérpretes, na RDP-Antena 2.

2008 – A Cimpor anunciou que a coincineração de resíduos industriais perigosos tinha arrancado na fábrica de cimento de Souselas, em Coimbra, depois de “verificadas todas as condições para o seu licenciamento”

– Morreu a feminista Madalena Barbosa, aos 66 anos. Foi fundadora do Movimento de Libertação das Mulheres, e dedicou a vida a defender os direitos das mulheres e a igualdade de género

2009 – Morreu o escultor Lagoa Henriques, aos 85 anos.

– Morreu José Megre, impulsionador do todo-o-terreno em Portugal e criador das duas maiores provas nacionais da categoria. Contava 66 anos.

2013 – Uma colisão que envolveu um comboio Intercidades e um comboio regional, na estação de Alfarelos, provocou 11 feridos

2014 – A Assembleia da República aprovou por unanimidade a concessão de honras de Panteão Nacional aos restos mortais de Sophia de Mello Breyner Andersen, assinalando os dez anos da morte da escritora.

2016 – O Papa surpreendeu os peregrinos reunidos na Praça de São Pedro com a oferta de um “remédio espiritual”, a Misericordina, que distribuiu simbolicamente em pequenas embalagens, como as dos medicamentos.

2017 –Soube-se que o número de utentes sem médico de família era, no final de 2016, de 769.537, tendo pela primeira vez sido abaixo de um milhão.

===================.

Este é o quinquagésimo segundo dia do ano. Faltam 313 dias para o termo de 2019.

Pensamento do dia: “O homem (…) acostuma-se a viver sem carácter e sem opinião. Cai na ignorância e na vileza”. Eça de Queiroz (1845-1900), escritor português.

Os comentários estão fechados.