EFEMÉRIDES: 19 DE MAIO – DIA DO ADVOGADO. HÁ 63 ANOS, CATARINA EUFÊMIA FOI ASSASSINADA POR UM TENENTE DA GNR

VIVER NO PASSADO, SEM QUERER ENCARAR O PRESENTE E OLHAR O FUTURO
18 Maio, 2017
PARA QUE A MEMÓRIA NÃO SE APAGUE: FAZ ANOS QUE CATARINA EUFÉMIA FOI ASSASSINADA PELA GNR
19 Maio, 2017

EFEMÉRIDES: 19 DE MAIO – DIA DO ADVOGADO. HÁ 63 ANOS, CATARINA EUFÊMIA FOI ASSASSINADA POR UM TENENTE DA GNR

EFEMÉRIDES

19 de maio

Dia Mundial das Hepatites, Dia Mundial da Doença Inflamatória, Dia do Advogado.

1802 – Foi criada a Legião de Honra, em França.

1863 – Foram extintos os morgadios em Portugal, com exceção da Casa de Bragança.

1876 – O escritor Júlio Dantas nasceu em Lagos, Algarve.

1882 – Foi publicada a primeira lista telefónica de Lisboa.

1890 — Nasceu o poeta Mário de Sá Carneiro, em Lisboa, num edifício da rua dos Retroseiros, atual Rua da Conceição.

1906 – João Franco é nomeado chefe do Governo português, nomeação que colocou um fim ao ciclo “rotativista” de Progressistas e Regeneradores. A suspensão progressiva de direitos e liberdades afirmou o carácter ditatorial da política, que teria a sua fase mais dura em 1907 e 1908.

1911 – Foi fundado o jornal República, por António José de Almeida.

1917 – Ocorreu em Portugal, aquela que ficou conhecida pela “Revolução da Batata”, no contexto da crise económica, registaram-se assaltos populares a estabelecimentos comerciais de Lisboa e da margem Sul do Tejo.

1936 – Foi criada a Mocidade Portuguesa, segundo o modelo das juventudes Fascista e Hitleriana, assumindo-se como organização paramilitar a que todos os portugueses com idades entre os 7 e os 11 anos eram obrigados a pertencer, assim como os alunos dos liceus e das escolas técnicas e comerciais.

1943 – As forças nazis declararam Berlim como cidade “libertada” dos judeus.

1954 — Catarina Eufémia foi morta a tiro em Baleizão por um tenente Carrajola da GNR de Beja, durante uma manifestação de trabalhadores agrícolas por aumento do salário.

1975 – Começava o Caso República. Os trabalhadores demitiram a direção do jornal acusando-a de favorecimento ao PS. Os ministros afetos ao PS abandonam o IV Governo Provisório, seguindo-se os do PPD. A ocupação do jornal manter-se-ia até 25 de novembro.

1984 – Morreu o investigador, crítico literário e professor universitário português Jacinto do Prado Coelho, 64 anos.

– Começou o congresso fundador da Associação Nacional de Municípios

1986 – O Governo aprovou o diploma que passou a conceder autonomia às escolas de ensino superior.

1997 – D. Ximenes Belo e Ramos Horta, prémios Nobel da Paz, foram nomeados Figuras do Ano, pelo jornal Expresso.

1998 – Foi inaugurada a Gare do Oriente, estação inter-modal de Lisboa, projetada pelo arquiteto e engenheiro catalão Santiago Calatrava.

2004 – Agustina Bessa-Luís venceu o Prémio Camões.

2006 – O Prémio Camões foi atribuído ao escritor angolano Luandino Vieira, que tornaria pública a recusa do galardão, cinco dias mais tarde.

2007 – Telma Monteiro conquistou a medalha de ouro da etapa de Lisboa da Taça do Mundo de judo, na categoria de -52 kg, assegurando com este resultado a presença nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008.

– Vanessa Fernandes conquistou o primeiro título mundial enquanto desportista de Elite, no duatlo (corrida e ciclismo), em prova disputada em Gyor, na Hungria.

2008 – Tribos da Amazónia reuniram-se na maior manifestação dos últimos vinte anos, em Altamira, no Brasil, contra a construção de barragens hidroelétricas numa das maiores reservas indígenas do país

2009 – O ministro do Ensino Superior, José Mariano Gago, determinou o encerramento compulsivo da Universidade Internacional de Lisboa e da Figueira da Foz, assim como do Instituto Superior Politécnico Internacional.

================.

Este é o centésimo trigésimo nono dia do ano. Faltam 226 dias para o termo de 2017.

Pensamento do dia: ” A renúncia é a libertação. Não querer é poder”. Fernando Pessoa (1888-1935), poeta português em “O Livro do Desassossego”, de Bernardo Soares.

Os comentários estão fechados.