EFEMÉRIDES: 16 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA VOZ

OS CALEMA CONQUISTAM LISBOA COM CONCERTO HISTÓRICO NO COLISEU
15 Abril, 2018
AMNISTIA INTERNACIONAL DEBATE DIREITOS HUMANOS NO BRASIL
16 Abril, 2018

EFEMÉRIDES: 16 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA VOZ

EFEMÉRIDES

16 de abril

Dia Mundial da Voz.

Feriado Municipal em Castelo Branco e Idanha-a-Nova.

A 16 de Abril comemora-se Dia Mundial da Voz, tendo por objectivo promover a saúde do aparelho vocal e prevenir doenças da laringe. Foi celebrado, pela primeira vez, em 2003, por sugestão de Mário Andrea, professor de Otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina de Lisboa, na primeira reunião da Sociedade Europeia de Laringologia (European Society of Laringology), à qual presidiu.

1828 — Morreu o pintor e ilustrador espanhol Francisco de Goya.

1889 — Nasceu o cineasta Charles Chaplin, Charlot, realizador, ator de teatro e cinema, figura-chave do século XX.

1945 – Tropas norte-americanas entram em Nuremberga, Alemanha.

1948 – Foi assinada a Convenção de Cooperação Económica Europeia em Paris criando a OECE, atual OCDE, de que Portugal é membro fundador.

1955 – Nasceu, em Lisboa, a actriz e cantora Rita Ribeiro, filha do ator Curado Ribeiro Iniciou-se no teatro, em 1975, com a peça “Godspell” e, no cinema, em 1986, com “Saudades para Dona Genciana”. Ao longo da sua já vasta carreira, participou em inúmeras séries televisivas e em espectáculos do encenador Filipe La Féria. Fez parte de diversos grupos musicais como o Green Windows e o Cocktail.

1972 – Foi lançada nave espacial norte-americana Apollo-16.

1975 – Data da Nacionalização da Siderurgia Nacional e da CP. Foi também criada a EDP, que resultou da nacionalização das diferentes companhias distribuidoras de energia elétrica.

1977 – Saiu, em Lisboa, o primeiro número do semanário Extra.

1993 – Foram suspensos um médico e um engenheiro do Hospital de Évora, depois de terem sido conhecidas as conclusões do relatório da Inspecção-Geral de Saúde, sobre o processo de hemodiálise.

1997 – Ocorreu um atentado no bar Meia Culpa, em Amarante. Morreram 13 pessoas.

2000 – Noite de violência na discoteca Luanda, em Lisboa, causou a morte a sete pessoas e ferimentos em 65.

2001 – Morreu o fadista português Sérgio Nunes, com apenas 18 anos de idade.

2006 – Foi aprovada a criação da Rede de Cuidados Continuados de Saúde.

– O judoca português João Neto conquistou a medalha de ouro da categoria de -81 kg, na Taça do Mundo da modalidade, que decorreu em Lisboa.

– Morreu Helena Balsa, aos 60 anos, jornalista da RTP,

– Morreu Francisco Adam, aos 22 anos, ator da série televisiva “Morangos com Açúcar”.

2008 – O fundador do Cinema Quarteto, Pedro Bandeira Freire, de 68 anos, morreu em Lisboa, no Hospital de Santa Maria, onde estava internado

2012 – Manuela Ferreira Leite criticou a demora do governo avancar com o grupo de trabalho que vai avaliar a viabilidade económica das fundações para decidir sobre a sua manutenção ou extinção. A ex-líder do PSD considerava que, com este atraso, estavam a ser dados ”caldos de galinha” a alguns e que ”são uma afronta aos que nem os provam.

2013 – O antigo jornalista Miguel Reis avançou a hipótese de as mortes de Sá Carneiro e Amaro da Costa estarem relacionadas com a alegada promessa de reconhecimento, meses antes, da República Árabe Saauri Democrática por parte de Portugal

2014 – A maioria PSD/CDS e o PS votaram juntos no Parlamento,contra o projecto de resolução do PCP, que defendia a renegociação da dívida externa portuguesa, Comunistas, bloquistas e ecologistas votaram a favor.

2016 – As autoridades resgataram da praia da Costa Nova, em Ílhavo, dois mortos e um terceiro tripulante sem ferimentos. Todos estavam abordo de  uma embarcação de pesca que se afundou.

2017 – O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, qualificou este de “provocação” o lançamento falhado de um míssil, efetuado horas antes pela Coreia do Norte.

================.

Este é o centésimo sexto dia do ano. Faltam 259 dias para o termo de 2017.

Pensamento do dia: “As coisas, em si mesmas, não são grandes nem pequenas, e quando nós consideramos que o universo é vasto, trata-se de uma ideia meramente humana”. Anatole France (1844-1924), escritor francês.

Os comentários estão fechados.