EFEMÉRIDES: 14 DE AGOSTO – EM 1385 TRAVOU-SE A BATALHA DE ALJUBARROTA

EFEMÉRIDES: 13 DE AGOSTO – DIA MUNDIAL DO CANHOTO
13 Agosto, 2019
EFEMÉRIDES: 15 DE AGOSTO – O FESTIVAL DE WOODSTOCK FOI HÁ 50 ANOS
15 Agosto, 2019

EFEMÉRIDES: 14 DE AGOSTO – EM 1385 TRAVOU-SE A BATALHA DE ALJUBARROTA

EFEMÉRIDES

14 de agosto

Feriado Municipal na Batalha, onde se assinala a data em que se travou a batalha de Aljubarrota.

1385 – Travou-se a Batalha de Aljubarrota, sob o comando de D. João I e Nuno Álvares Pereira, as forças portuguesas venceram João de Castela. Como agradecimento pela vitória na Batalha de Aljubarrota, D. João I mandou edificar o Mosteiro da Batalha, mas a Paz definitiva com Castela só viria a estabelecer-se em 1411 com o Tratado de Ayllón. A Batalha de Aljubarrota foi uma das raras grandes batalhas campais da Idade Média entre dois exércitos régios e um dos acontecimentos mais decisivos da história de Portugal. Inovou a tática militar, permitindo que homens de armas apeados fossem capazes de vencer uma poderosa cavalaria. No campo diplomático, permitiu a aliança entre Portugal e a Inglaterra, que perdura até hoje. No aspeto político, resolveu a disputa que dividia o Reino de Portugal do Reino de Castela e Leão, permitindo a afirmação de Portugal como Reino Independente, abrindo caminho sob a Dinastia de Avis para uma das épocas mais marcantes da história de Portugal, a era dos Descobrimentos.

1443 – Morreu D. João I. Sucedeu-lhe o filho D. Duarte. Apelidado de “o Eloquente” e “o Rei-Filósofo”, o novo Rei de Portugal teve um reinado curto, de apenas cinco anos. Deu continuidade à política exploração marítima e de conquistas em África. O seu irmão Henrique estabeleceu-se em Sagres, de onde dirigiu as primeiras navegações. Numa campanha mal sucedida a Tânger, o seu irmão D. Fernando foi capturado e morreu em cativeiro. D. Duarte interessou-se pela cultura e escreveu várias obras, como o Leal Conselheiro e o Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda Sela. Preparava uma revisão da legislação portuguesa quando morreu, vitimado pela peste.

1890 — Foi inaugurado o Coliseu dos Recreios, em Lisboa, com a opereta “Boccaccio”, de Franz von Suppé, interpretada pela companhia Caracciolo. Tendo o contributo de artistas estrangeiros, o Coliseu dos Recreios foi inovador na introdução da arquitetura do ferro, à altura, ainda insipiente em Portugal, através da espetacular cúpula em ferro, com 25 metros de raio, vinda da Alemanha. O telhado, também em ferro, foi instalado pelo engenheiro Lacombe. O traço da obra deveu-se aos engenheiros Goulard, pai e filho e ao português Manuel Garcia Júnior; a construção metálica coube a Castanheira das Neves e a decoração ao pintor António Machado. Do arquitecto Cesare Ianz é o projecto da fachada do edifício, última parte concluída, de três pisos, com motivos decorativos em reboco e algumas carrancas, que lhe conferem e aumentam a grandiosidade.

1941 — O presidente dos EUA Frank D. Roosevelt e Winston Churchill, líder do Governo britânico, assinaram a Carta do Atlântico. O documento revelar-se-ía como o ponto de partida para a Organização das Nações Unidas.

1951 – Foi inaugurada em Lisboa a Igreja do Santo Condestável, no bairro de Campo de Ourique.

1960 – Morreu o poeta, historiador e político Jaime Cortesão.

2005 –  A banda irlandesa U2 fechou digressão europeia em Lisboa e recebeu a Ordem da Liberdade.

2008 – O conselho de ministros aprovou o decreto-lei que reduziu os preços dos medicamentos genéricos e que entraria em vigor em outubro, resultando numa poupança global de 47 milhões de euros até dezembro

2010 – O Museu da Arte Islâmica do Cairo, o maior do mundo, foi inaugurado após oito anos de restauro.

2013 – Cerca de meia centena de pessoas foram mortas durante as operações da policia egípcia para dispersar apoiantes de Mohamed Morsi, o presidente deposto.

2014 – O Tribunal Constitucional chumbou os cortes nas pensões, por violação do princípio de proteção e confiança, mas deixou passar os cortes nos salários.

2015 – Por determinação aprovada em Conselho de Ministros, abandonar idosos passou a ser crime e os maus tratos passaram a impedir a herança.

2016 – Um imã e o seu assistente foram mortos a tiro em Nova Iorque, junto a uma mesquita.

2017 – O Presidente da República promulgou a nova lei que permite aos serviços de informações o acesso a dados de comunicações, os metadados, sublinhando o “consenso jurídico atingido” e a “relevância do regime em causa”.

2018 – Uma derrocada num prédio em obras provocou um morto. O acidente de trabalho ocorreu na freguesia da Misericórdia, em Lisboa.

================.

Este é o ducentésimo vigésimo sexto dia do ano. Faltam 139 dias para o termo de 2019.

Pensamento do dia: “A justiça requer que todos tenham que comer, mas também exige a participação de todos na produção”. Elias Canetti (1905-94), escritor de origem búlgara, Nobel da Literatura.

Os comentários estão fechados.