EFEMÉRIDES: 10 DE MARÇO – LUIS VILLAS-BOAS MORREU HÁ 20 ANOS

RÁDIO CRUZEIRO: PROGRAMAÇÃO PARA ESTE DOMINGO
10 Março, 2019
MOSTEIRO DE ODIVELAS VIVEU ONTEM O SEU DIA ABERTO
10 Março, 2019

EFEMÉRIDES: 10 DE MARÇO – LUIS VILLAS-BOAS MORREU HÁ 20 ANOS

EFEMÉRIDES

10 de março

Dia Mundial do Rim

1649 – Foi criada a Companhia Geral de Comércio para o Brasil, que recebeu o monopólio das transações.

1768 – Nasceu em Belém, na cidade de Lisboa, o  artista plástico português Domingos Sequeira. De origem modesta, era filho de um barqueiro, foi educado na Casa Pia de Lisboa e depois frequentou o Curso de Desenho e Figura da Aula Régia e trabalhou como decorador. Com uma pensão concedida por D.Maria I, aos 20 anos partiu para Itália, onde estudou na Academia Portuguesa de Roma e onde recebeu aulas de pintura e desenho de António Cavealucci. Foi, depois, admitido como professor na Academia San Luca foi aí que pintou a Degolação de São João Batista, a Alegoria da Fundação da Casa Pia de Belém e o Milagre de Ourique, ganhando vários prémios concedidos pelas academias italianas. Regressou a Liaboa em 1795 e viveu no Convento da Cartuxa de Laveiras.

1797 –Foi restabelecido o uso de papel selado em Portugal.

1826 – Morreu D. João VI, “O Clemente”. A partir de 1792 assegurou a direção dos negócios públicos face à doença mental de sua mãe. O seu reinado decorreu num período de profundas mutações, quer a nível nacional, quer a nível europeu e até mesmo, mundial. A Revolução francesa e a consequente guerra europeia, a guerra com Espanha, a perda de Olivença, o bloqueio continental, as invasões francesas e a fuga para o Brasil, onde permaneceu 14 anos, tornaram o seu reinado profundamente atribulado. Depois de ter derrotado D.Miguel, o rei D.João VI consagrou os últimos anos do seu reinado a tentar resolver o problema brasileiro, sonhando com a reunião dos dois países num só.

1867 – O cientista norte-americano de origem inglesa Graham Bell fez a primeira ligação telefónica.

1927 – Foi fundada a revista Presença, “folha de arte e crítica” de José Régio, João Gaspar Simões, Branquinho da Fonseca e Edmundo de Bettencourt

1946 – Em Itália, as mulheres votaram pela primeira vez em eleições locais.

1963 – Amílcar Cabral, líder do PAIGC, afirmou estar disponível para suspender a luta armada, se Oliveira Salazar quisesse solucionar o problema colonial.

1978 – Realizou-se a primeira greve da função pública, em Portugal.

1981 – O escritor Miguel Torga recebeu o Prémio Montaigne, da Fundação Alfred Toepfer de Hamburgo.

1988 – A situação de Timor-Leste, sob ocupação indonésia, foi debatida no Parlamento Europeu.

1999 – Morreu o musicólogo Luís Villas-Boas, aos 75 anos. Foi pioneiro da divulgação do jazz em Portugal e fundador do Hot Clube de Portugal

2007 – Morreu a poetisa são-tomense Maria Manuela Margarido, aos 82 anos.

2008 – O New York Times escrevia no seu suplemento cultural que o realizador Manoel de Oliveira era “uma ligação viva entre o velho e o novo” que desafiava os “preconceitos” sobre o que deve ser o fim de carreira de um artista.

– Morreu o pintor e escultor Rogério Ribeiro, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, devido a complicações cardíacas. Era diretor, desde 1993, da Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea de Almada

2010 — O Conselho Nacional de Cultura, reativado por Gabriela Canavilhas, que à altura, era ministra da Cultura, reuniu-se pela primeira vez.

2014 – Duas pessoas morreram e seis foram dadas como desaparecidas depois do naufrágio do navio pesqueiro português Santa Ana, próximo de Cabo Peñas, nas Astúrias.

2016 – Uma equipa de investigadores elaborou um mapa de minhocas existentes na Europa. Um deles é português: José Paulo Sousa, professor no Departamento de Zoologia da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra,

2017 – A Polícia Judiciária anunciou a detenção, em Espanha, de um casal português  indiciado de tráfico de pessoas e escravidão, numa operação que resultou também na libertação de mais de 30 cidadãos de várias nacionalidades.

2018 – Nos primeiros dez dias do mês choveu o dobro da média para março. A norte do Tejo, as barragens começaram a recuperar as suas disponibilidades de água, mas a sul mantinham-se alguns problemas. Mesmo assim, na agropecuária as perspetivas passaram a ser mais animadoras.

======================.

Este é o sexagésimo nono dia do ano. Faltam 296 dias para o termo de 2019.

Pensamento do dia: “Sair de prisões é entrar noutras diferentes das que se deixam “. Edmundo de Bettencourt (1899-1973), poeta português.

                                                                 O musicólogo Luis Villas-Boas

 

Os comentários estão fechados.