DENUNCIA DO PAN OBRIGA ESPANHA A RESPONDER À ONU

EFEMÉRIDES: 12 DE OUTUBRO – FAZ 45 ANOS QUE A PIDE ASSASSINOU RIBEIRO DOS SANTOS
12 Outubro, 2017
EFEMÉRIDES: 13 DE OUTUBRO – ASSINALA-SE HOJE O CENTENÁRIO DA ÚLTIMA APARIÇÃO DE FÁTIMA (O MILAGRE DO SOL)
13 Outubro, 2017

DENUNCIA DO PAN OBRIGA ESPANHA A RESPONDER À ONU

Central nuclear de Almaraz

A Comissão Económica das Nações Unidas para a Europa (UNECE), pediu ao governo espanhol, informações sobre  a construção de um armazém de resíduos nucleares na central de Almaraz e sobre o prolongamento da vida útil da Central Nuclear de Santa Maria de Garoña, dando como prazo limite o dia 30 de Outubro próximo.

O comité sobre a Avaliação dos Impactes Ambientais num Contexto Transfronteiriço -Convenção de Espoo – pede as seguintes informações adicionais ao governo espanhol:

Sobre Almaraz: 1) A planta, localização, parâmetros técnicos e atual ponto de situação sobre o armazém de resíduos nucleares; 2) O processo e resultados do estudo de impacto ambiental transfronteiriço levado a cabo por Espanha no planeamento desta atividade.

Relativamente a Garoña: 3) Estado de operacionalidade da central; 4) Os planos e passos seguintes do governo para a mesma.

Recordamos que esta exigência se deve ás denúncias apresentadas pelo PAN – Pessoas-Animais-Natureza à Comissão Económica das Nações Unidas para a Europa (UNECE) pelo incumprimento das Convenções de Espoo e Aarhus acerca da decisão do Governo espanhol de aprovar a construção de um armazém de resíduos nucleares na central de Almaraz e sobre o prolongamento da vida útil da Central Nuclear de Santa Maria de Garoña.

A denuncias do PAN feitas no dia 26 de Janeiro em sequência de  não ter obtido resposta do governo à pergunta feita ao Ministério do Ambiente no dia 5 de Janeiro.

O PAN avançou com as denúncias junto da UNECE na expectativa de alertar a comunidade internacional para o incumprimento das Convenções de Espoo e Aarhus por parte de Espanha e acelerar as decisões que podem impedir a construção do referido depósito e encerrar de vez a Central Nuclear de Almaraz.

Segundo o PAN há fortes evidencias de que o objetivo central do Estado espanhol com a construção do armazém de resíduos nucleares é garantir o prolongamento do funcionamento da Central de Almaraz até 2030 que se situa a apenas a 100 kms da fronteira portuguesa.  O partido afirma ainda que o tratamento e condicionamento dos resíduos nucleares que daí decorrem,  suscitam muitas dúvidas técnicas e científicas.

Os comentários estão fechados.