COVID-19 ODIVELAS COMISSÃO DE PROTEÇÂO CIVIL ATIVA PLANO MUNICIPAL DE EMERGÊNCIA

VÁRIOS CONDICIONAMENTOS DE TRÂNSITO EM ODIVELAS
16 Março, 2020
COVID-19 EQUIPAMENTOS MUNICIPAIS ENCERRADOS E MEDIDAS DE CONTINGÊNCIA
17 Março, 2020

COVID-19 ODIVELAS COMISSÃO DE PROTEÇÂO CIVIL ATIVA PLANO MUNICIPAL DE EMERGÊNCIA

O Presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins, propôs, em reunião extraordinária da Comissão Municipal de Proteção Civil (CMPC), a emissão da declaração de situação de ALERTA para todo o território do Município de Odivelas no período compreendido entre as 00h00 do dia 17 de março e as 23h59 do dia 13 de abril de 2020 e ainda a ativação do Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil.

As propostas mereceram a aprovação de todos os membros desta Comissão.

Ativada a situação de ALERTA Municipal, o Presidente da Câmara Municipal propôs ainda à CMPC o determinar de medidas excecionais que visam salvaguardar a segurança e a saúde dos munícipes, assim como garantir os meios humanos e materiais necessários à boa operacionalidade de todos os serviços públicos essenciais, incluindo os de proteção e socorro às populações.

As medidas excecionais determinadas passam por:

1. A ativação do Plano Municipal de Emergência de Odivelas;
2. O adiamento ou cancelamento de todas as atividades de caráter social, cultural, recreativo e desportivo de âmbito municipal durante o período da declaração de alerta;
3. O cumprimento integral das diretrizes, orientações e ordens emanadas pela Autoridade de Saúde, nomeadamente e com particular relevo para as determinações de quarentena;
4. A garantia por parte das grandes e médias superfícies comerciais de um stock mínimo de produtos de higiene, alimentares e de proteção individual (máscaras, luvas e gel desinfetante), constituído por 10% do volume médio armazenado;
5. A garantia por parte das farmácias de um stock mínimo de 10% do volume médio armazenado de produtos proteção individual (máscaras, luvas e gel desinfetante) e de medicamentos de venda livre, nomeadamente analgésicos e antipiréticos;
6. A interdição de todos os equipamentos públicos de utilização individual ou coletiva, em todo o município durante o período da declaração de alerta, como mesas de jardim, equipamentos desportivos, parques infantis e cabines telefónicas;
7. O encerramento imediato de todos os parques de lazer e merendas e parques infantis em todo o município durante o período da declaração de alerta;
8. O encerramento dos estabelecimentos de bebidas (cafés e bares), dos espaços destinados a dança dos estabelecimentos de restauração que disponham destes espaços e das esplanadas, todos os dias a partir das 19 horas, em todo o município durante o período da declaração de alerta;
9. O encerramento ao público de todos os estabelecimentos de restauração a partir das 21h, podendo estes estabelecimentos manter o seu funcionamento exclusivamente para entregas ao domicílio e drive-in;
10. O encerramento dos estabelecimentos de discoteca e similares, salões de festas, salões de baile e salões de jogos, todos os dias a partir das 19 horas, em todo o município durante o período da declaração de alerta;
11. O encerramento dos equipamentos não sedentários de restauração e/ou bebidas, todos os dias a partir das 19 horas, em todo o município durante o período da declaração de alerta;
12. A realização de funerais ocorrerá com o número máximo de participantes limitado a 50 pessoas;
13. As atividades públicas ou privadas com participação superior a 50 pessoas, carecem de autorização prévia do Presidente da Câmara Municipal;
14. O recurso aos meios disponíveis previstos no Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil de Odivelas;
15. A emissão de aviso à população pela Comissão Municipal de Proteção Civil, sob as orientações da Autoridade de Saúde Pública, incluindo todos os despachos municipais;
16. A imediata ativação das estruturas de coordenação política e institucional (Comissão Municipal de Proteção Civil e Centro de Coordenação Operacional Municipal).

Estas medidas são complementares às já decretadas pelo Ministério da Saúde, em conjunto com o Ministério da Administração Interna, e têm caráter obrigatório segundo a Lei de Bases da Proteção Civil no número 2 do seu artigo 11.º.

O comunicado de alerta realça ainda que o sucesso para ultrapassarmos, com sucesso, a atual situação de saúde pública depende muito de Si, da atitude e dos seus comportamentos de todos os municipes.

«Juntos, vamos fazer de Odivelas um território cada vez mais resiliente».
Siga o apelo da Câmara Municipal de Odivelas.

A Rádio Cruzeiro, está a envidar esforços para obter a informação sobre qual a fase do Plano de Contingencia em que se encontra a autarquia, assim que obtivermos resposta daremos a informação.

Os comentários estão fechados.