COVID-19 CDU ODIVELAS – NÃO PODEMOS CONFUNDIR ALARMISMO COM A IDEIA IDÍLICA DE QUE EM ODIVELAS NÃO SE PASSA NADA

ACONTECEU A 3 DE JULHO DO ANO… 
3 Julho, 2020
ACONTECEU A 4 DE JULHO DO ANO…
4 Julho, 2020

COVID-19 CDU ODIVELAS – NÃO PODEMOS CONFUNDIR ALARMISMO COM A IDEIA IDÍLICA DE QUE EM ODIVELAS NÃO SE PASSA NADA

Conferência de Imprensa CDU 2 Jun 2020 sobre COVID-19 com Paínho Ferreira, Rui Francisco, Maria da Luz Nogueira e Jorge Humberto (Foto de Paulo A. Monteiro)

«Não podemos confundir alarmismo com a ideia idílica de que em Odivelas não se passa nada!»,  Paínho Ferreira CDU Odivelas.

Odivelas 2 Junho 2020 – A CDU Odivelas em conferência de imprensa, no passado dia 2 de Julho, sobre a situação do COVID-19, onde estiveram presentes Paínho Ferreira , Rui Francisco, Maria da Luz Nogueira e Jorge Humberto, fez uma análise da situação pandémica no Concelho de Odivelas e apontou erros da autarquia e possíveis ações para minorar o  sofrimento do Odivelenses. 

Com cerca de 160 000 habitantes, Odivelas, caracteriza-se por marcadas assimetrias urbanas e sociais. São facilmente identificáveis zonas muito diversas no território do concelho que se refletem no poder económico nas condições habitacionais e sanitárias dos seus residentes.

Acrescendo a existência de um terminal  do Metropolitano, o que confere à cidade características intermodais para os concelhos limítrofes e a falta de investimento nas vias de circulação, fazem com que  os Odivelenses sobrevivam com uma carga rodoviária no concelho à qual nem a autarquia nem os governos apresentaram até hoje soluções.

Por outro lado, há uma diversidade de comunidades de origem internacional muito diversa que, na generalidade ocupam zonas densamente povoadas e mais degradadas na periferia do concelho, como é o caso da encosta sul junto a Lisboa, da Serra da Luz e bairros próximos.

No entender da CDU, assumir estas características é um ponto de partida importante para definir a estratégia de um combate eficaz à situação pandémica que se verifica em Odivelas.

Pode ouvir a intervenção de Paínho Ferreira na conferencia de imprensa realizada no passado dia 2 de Julho no Centro de Exposições em Odivelas:

O atraso da chegada das brigadas mistas de combate à pandemia ao concelho, a deficiente comunicação da situação pandémica por parte da liderança da câmara e a falta de meios de coordenação, dificultam a identificação das cadeias de transmissão, e, contribuem, segundo a CDU, para a disseminação de focos ativos no concelho odivelense onde onde há uma media diária de 20 novos casos.

A CDU, defende uma maior atenção ás zonas mais densamente povoadas, propõe a distribuição de material de proteção, como por exemplo, máscaras, luvas e álcool gel, especialmente ás camadas mais desfavorecidas da população. Recomenda também o reforço das brigadas multidisciplinares da saúde, (segurança social , técnicos da câmara e proteção civil), o reforço dos transportes para evitar a sobrelotação e aponta como exemplo, em hora de ponta, a linha 203 que serve a Pontinha.

A falta de uma comunicação eficaz acerca da situação pandémica no concelho, foi também apontado como uma falha da liderança autárquica. A CDU, entende ser urgente melhorar a comunicação da autarquia de modo a permitir uma presença constante sistemática e assertiva junto das populações. É urgente mobilizar os  odivelenses para o cumprimento das regras de proteção que são indispensáveis para conter a situação pandémica, particularmente grave, vivida no concelho de Odivelas.

Os comentários estão fechados.