ANACOM OBRIGA CTT A ALTERAR SISTEMA DE MEDIÇÃO DE QUALIDADE

ESTIVADORES PODEM VOLTAR À GREVE AINDA ESTE MÊS
2 Janeiro, 2019
BUCELAS À PROVA, ESTE SÁBADO
2 Janeiro, 2019

ANACOM OBRIGA CTT A ALTERAR SISTEMA DE MEDIÇÃO DE QUALIDADE

Os CTT estão obrigados a implementar alterações no sistema de medição dos indicadores da qualidade do serviço postal universal, segundo determinou a Autoridade Nacional de Comunicações.

Em comunicado, o regulador identificou uma série de falhas no sistema atual, face ao recomendado pela  Grant Thornton, uma entidade independente contratada para realizar uma auditoria ao sistema de medição dos indicadores de qualidade de serviço dos CTT nos anos de 2016 e 2017.

O relatório concluiu que os procedimentos de medição não garantem o anonimato o que poderá levar a que o correio-prova usado na amostra para fazer as medições tenha um tratamento específico, mais favorável do que os envios reais de correio. Também na medição do tempo em fila de espera, a auditoria mostrou que a pessoa contratada para efetuar a medição era facilmente reconhecível, o que poderia levar os CTT a um comportamento distinto.

A Anacom determinou assim que os CTT terão de garantir que o envio, pela entidade que faz a medição dos objetos de teste aos painelistas que participam no sistema de medição deve ser feito em mão por aquela entidade nos grandes centros urbanos e através de outros prestadores, que não os CTT, nas restantes regiões do país. Além disso, terá que ser realizado em vários estabelecimentos postais e não sempre no mesmo, devendo ainda ser feita uma rotação dos estabelecimentos usados.

Os comentários estão fechados.