ACONTECEU A 11 DE SETEMBRO DO ANO …

LOURES – OS VERDES EXIGEM REATIVAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DA JUVENTUDE
10 Setembro, 2020
CORPO DE ATLETA COM NOVO SINGLE “MUSICA DE MEIAS”
11 Setembro, 2020

ACONTECEU A 11 DE SETEMBRO DO ANO …

Atentado em Nova York 11 Setembro 2001

A 11 de Setembro de 2001, um atentado contra os EUA perpetrado pela organização terrorista islâmica, Al–Qaeda, desviou quatro aviões comerciais americanos e despenhou–os contra as Torres Gémeas do  World Trade Center em Nova Iorque e contra o Pentágono, causando 2.977 mortes incluindo a de 19 terroristas.

Na manhã daquele dia, dezanove terroristas sequestraram quatro aviões comerciais de passageiros. Os sequestradores colidiram intencionalmente dois dos aviões contra as Torres Gêmeas do complexo empresarial do World Trade Center, na cidade de Nova Iorque, matando todos os passageiros, tripulantes e muitas das pessoas que trabalhavam nos edifícios. As duas torres desmoronaram duas horas após os impactos, destruindo edifícios vizinhos e causando vários outros danos. O terceiro avião de passageiros colidiu contra o Pentágono, a sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, no Condado de Arlington, Virgínia, nos arredores de Washington, D.C.. O quarto avião caiu num campo aberto próximo de Shanksville, na Pensilvânia, depois de alguns de seus passageiros e tripulantes terem tentado retomar o controle da aeronave cujos sequestradores tinham reencaminhado na direção da capital norte-americana. Não houve sobreviventes em nenhum dos voos.

1714 – Durante a guerra da secessão espanhola, a Catalunha apoiou o pretendente austríaco. Depois da Batalha de Montjuïc teve que se render às tropas do pretendente francês, o rei Filipe V de Espanha, ou Filipe de Anjou, que era neto do rei Luís XIV de França. Após a rendição, o Rei incorporou os territórios da antiga coroa de Aragão sob o nome de Catalunha e a região deixou de ter um estado próprio.  A Generalitat e o Conselho de Cento, perdeu os seus direitos e foi incorporada definitivamente no reino de Espanha, tendo o reino da Catalunha perdido a sua independência.

Abade Correia da Serra

1823 – Faleceu nas Caldas da Rainha, José Francisco Correia da Serra, Abade Correia da Serra.

O Abade José Francisco Correia da Serra, nasceu em Serpa, 6 de Junho de 1750 nas Caldas da Rainha. Em 1775 é ordenado presbítero, foi cientista, diplomata, filósofo e polímata português. Investigou nas áreas da botânica e geologia. O seu nome, Correia, foi dado a um género botânico .

Foi, com o Duque de Lafões, fundador da Academia das Ciências de Lisboa.

Publicou valiosos trabalhos nas mais conceituadas revistas. Gozou de grande prestígio intelectual e conviveu com os grandes cientistas da sua época. Amigo pessoal de Thomas Jefferson, foi apelidado pelo Presidente americano à época de «o homem mais erudito que jamais conheceu» (segundo Kenneth Maxwell na sua obra Naked Tropics – Essays On Empire And Other Rogues).

Aliás, as suas viagens levaram-no várias vezes a Monticello Charlottesville, Virginia, ao palácio do antigo Presidente dos Estados Unidos , de quem se tornou amigo pessoal e onde  Thomas Jefferson mantinha um quarto reservado para o receber, com o seu nome escrito sobre a ombreira da porta.  Ainda hoje é possível visitar o palácio e o quarto do Abade Correia da Serra, atualmente monumento nacional dos EUA.

Em 1797, foi nomeado secretário da embaixada portuguesa em Londres. Mas, uma discussão com o embaixador fê-lo passar para Paris (1802). Permaneceu na cidade das luzes durante onze anos.

Deixou a Europa em 1813 e partiu para Nova Iorque. Foi nomeado ministro plenipotenciário de Portugal (embaixador) em Washington, D.C. em 1816, passando a residir em Filadélfia.

Volta a Portugal em 1820, onde foi nomeado membro do conselho financeiro e eleito para as Cortes (Parlamento). Viria a morrer três anos depois.

Antero de Quental

1891 – Suicidou–se com dois tiros em Ponta Delgada, Antero Tarquínio de Quental. Antes da morte escreveu a um amigo:  “com uma doença nervosa de que nunca mais pude restabelecer–me completamente. A forçada inacção, a perspectiva da morte vizinha, a ruína de muitos projectos ambiciosos e uma certa acuidade de sentimentos, própria da nevrose, puseram–me novamente e mais imperiosamente do que nunca, em face do grande problema da existência. A minha antiga vida pareceu–me vã e a existência em geral incompreensível”.

1926 – Primeira Revolta do Reviralho em Chaves, comandada pelo capitão Alfredo António Chaves.

1931 – Faleceu na Foz do Douro, António José Claro, natural de Vila Real onde nasceu em 1863. Advogado, jornalista e político republicano, revolucionário do 31 de Janeiro, depois de 1926 aderiu à ditadura, onde foi ministro da administração interna de 18 de junho a 6 de julho de 1926, presidente do Tribunal de Contas de 28 de julho de 1926 a 11 de setembro de 1931.

1942 – Morreu de biliose no Tarrafal, Cabo Verde, Bento António Gonçalves.

Bento António Gonçalves

Bento Gonçalves ingressa, em 1928, no Partido Comunista Português, participa ativamente na reorganização de 1929. Nesse mesmo ano é eleito secretário-geral, cargo que ocupará até à sua morte.

Preso em 1930, foi deportado para os Açores e posteriormente para Cabo Verde.

Em 1933, de novo em liberdade, passou à clandestinidade e reassumindo as suas funções de secretário-geral. Em 1935, chefiou a delegação portuguesa ao VII Congresso da Internacional Comunista em Moscovo.

Pouco depois do seu regresso, foi preso juntamente com dois outros membros do Secretariado do PCP, José de Sousa e Júlio Fogaça.

Em 1936 é enviado para o campo de concentração do Tarrafal, uma das mais sinistras criações do regime de Salazar, conhecido como “o campo da morte lenta”. Acaba por morrer nesse campo de concentração, vítima de uma biliose.

A 30 de Junho de 1980, a título póstumo, foi nomeado Grande-Oficial da Ordem da Liberdade.

1943 – Morreu em Lisboa, Inocêncio Joaquim Camacho Rodrigues, 6.º Marquês de Marialva e 8.º Conde de Cantanhede.

1962 – Efetuada a primeira gravação dos Beatles, Love Me Do. Pode ouvir aqui a canção:

1973  Golpe militar no Chile, liderado pelo general Augusto Pinochet, chefe do estado–maior das forças armadas, nomeado há apenas dezoito dias, por ser da estreita confiança de Salvador Allende. O general, impôs uma das mais hediondas e sangrentas ditaduras, interrompeu a democracia neste país da América do Sul, que tinha 160 anos de tradição.

Em 1980, o regime ditatorial substituiu a Constituição de 1925 por uma nova Carta Magna. Os planos de Pinochet para permanecer no poder foram frustrados em 1988, quando o admitiu a derrota num referendo nacional que abriu o caminho para a restauração da democracia em 1990.

1973 – Suicidou–se com um tiro no Palácio La Moneda, em Santiago do Chile, Salvador Allende Gossens. Cercado pelo exército, negou-se a ceder o poder democrático à extrema direita chilena. Os restos mortais foram exumados a, 23 de Maio de 2011, para determinar a causa da morte. A exumação foi ordenada pelo juiz Mário Carroza, na sequência de um pedido feito em representação dos familiares pela senadora e sua filha Isabel Allende, para determinar com ‘certeza jurídica as causas da sua morte’. No dia 19 de Julho de 2011, a perícia confirmou que a sua morte fora ocasionada ‘por ferimento de projétil’ e que a ‘forma corresponde a suicídio’

2001 – Atentado contra os E.U.A., perpetrado pela organização terrorista islâmica, Al–Qaeda, que desviou quatro aviões comerciais americanos. Despenhou dois contra as Torres Gémeas do Word Trade Center em Nova Iorque e um contra o Pentágono, tendo o quarto avião caído num campo aberto próximo de Shanksville, na Pensilvânia, depois de alguns dos passageiros e tripulantes terem tentado retomar o controle da aeronave que, tinha sido redirecionada pelos atacantes para capital norte-americana. O ataque provocou 2.977 mortes incluindo a dos 19 terroristas autores do atentado.

Os comentários estão fechados.